PA-275 – trecho entre Parauapebas e Curionópolis

Integrantes do Movimento dos Sem Terras (MST) interditam desde as primeiras horas da manhã desta segunda-feira, 19, a PA-275, em trecho que liga os municípios de Parauapebas e Curionópolis. A interdição é para cobrar agilidade da justiça no cumprimento de uma desapropriação concedida pela  Justiça Federal da área conhecida por Fazendinha, de 78 alqueires, próxima ao Acampamento Frei Henri.

Segundo a direção do MST local, a interdição acontecerá durante todo o dia, mas de hora em hora os veículos que estiverem na pista serão liberados para seguir viagem.

Parte da direção do MST local está em Belém, em uma pauta para discutir a segurança no campo e cobrar das autoridades agilidade no inquérito que investiga as mortes em Pau D’Arco.

De acordo com o superintendente do Incra regional em Marabá, Asdrúbal Bentes, qualquer movimento de ocupação ou invasão é crime e como tal deve ser punido. Além disso, Asdrúbal esclarece que a fazenda ainda está em processo de discussão judicial e que o Incra precisa aguardar a decisão da justiça para então ingressar no feito.Hoje  a tarde tem reunião  na justiça federal para tratar da pauta da fazenda que se trata de terra publica segundo superintendente do Incra do sul do Pará.

Uma caravana com homens da Delegacia de Conflitos Agrários, Deca, o ouvidor agrário do Incra e a Polícia Militar foram enviados ao local para intermediar as negociações.

No momento ainda não há previsão para os ocupantes saírem do local. (Zeca News)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.