Policiais Militares do 2º BPM efetuaram na noite de sábado, 21, por volta das 20h25, cumprimento do mandado de prisão temporária em desfavor de William Castro Araújo Aguiar, de 24 anos, acusado de ser um dos participantes do sequestro da família de um dos gerentes do Banco do Brasil de Araguaína.

O crime de extorsão mediante sequestro ocorreu no dia 16 de abril de 2014, quando os criminosos fizeram refém a família de um dos gerentes do Banco do Brasil de Araguaína e fugiram levando meio milhão de reais.

No último sábado, a guarnição da Polícia Militar da cidade de Jacilândia foi acionada para atender uma ocorrência na Rua Araguaia, próximo ao Posto de Saúde na cidade. Segundo testemunhas, no local, havia dois homens armados, sendo um deles foragido da Justiça.

Após constatar a veracidade das informações repassadas aos militares, a viatura se deslocou ao local juntamente com uma equipe de Carmolândia e outra equipe de Inteligência do 2º BPM. Willian foi localizado, ainda tentou fugir, sendo interceptado e detido.

Durante busca pessoal, foi localizado com o envolvido R$ 1.336,25 em espécie, 02 cartões de Banco, sendo um da Caixa Econômica e o outro do Itaú, 01 aparelho celular Sansung, modelo Galáxi S4, além de uma folha de cheque assinada em nome de terceiro no valor de R$ 1.500,00 (um mil e quinhentos reais).

Diante os fatos, os militares leram o mandado de prisão em desfavor do acusado e o encaminharam, juntamente com os objetos apreendidos, à Delegacia de Polícia Civil de Plantão, onde foi lavrado um auto de exibição e apreensão.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.