Ailton da Silva Sousa, de 19 anos, foi executado após a ambulância em que ele estava foi interceptada na TO-222, próximo a cidade de Aragominas, no norte do Tocantins.

O jovem tinha acabado de sofrer uma tentativa de assassinato, ele havia sido socorrido e recebido atendimento no hospital da cidade. E quando estava sendo transferido para o Hospital Regional de Araguaína houve o segundo ataque.

A ambulância foi interceptada no km 129 por volta das 19h15. A mãe da vítima e o motorista disseram que três homens em um carro branco obrigaram eles a saírem do local caminhando e a deixar o jovem para trás.

Os atiradores seriam as mesmas pessoas que haviam atacado Ailton Sousa horas mais cedo, quando acertaram um tiro nas costas e outro nas nádegas dele.

Na ambulância, o rapaz foi atingido por pelo menos 10 tiros, principalmente na cabeça. A Polícia Militar informou que o crime tem características de acerto de contas, já que a mãe da vítima e o motorista da ambulância não foram feridos. Ele tinha passagens pela polícia por furto e era suspeito de tráfico de drogas. Ninguém foi preso.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.