Um importante passo foi dado para a construção de duas grandes obras muito esperadas no Município, que são o Complexo Poliesportivo de Araguaína e o Parque Cimba. As obras vão beneficiar diretamente a população com espaços para o esporte, cultura e lazer. Em sessão extraordinária desta quarta-feira, 27, a Câmara de Vereadores aprovou dois projetos de lei do Executivo, o 067/15 e o 068/15, que dispõe sobre desafetação e permuta, respectivamente, de áreas onde serão construídas essas importantes obras.

O 067/15 foi aprovado por unanimidade. O projeto trata da desafetação da área pública localizada no loteamento Jardim do Lago, num total de 83.495,00 m², onde será construído o Complexo Poliesportivo de Araguaína.

Já o outro projeto, 068/2015, se refere à permuta de áreas do Município nos loteamentos Mansões do Lago, Jardins dos Ipês II e III e Jardim do Lago, que serão trocadas pela área onde será construído o Parque Cimba. Este projeto foi aprovado por maioria, com 12 votos favoráveis e 5 contrários. Os vereadores que votaram contra foram João Batista Capixaba, José Neto Pajeú, Silvinia Pires, José Ferreira e Rosewelt Cormineiro.

Para o líder do prefeito na Câmara, Luzimar Coelho, a aprovação dos dois projetos foi de suma importância para o Município. “Os projetos foram apreciados com celeridade. Agora estamos mais tranquilos e seguros de que as obras vão começar, pois se trata de recursos oriundos do orçamento impositivo da União, sob pena de perda do recurso, tendo em vista que a verba para a construção de tais obras encontra-se depositada junto à Caixa Econômica Federal e dependia apenas da apreciação e votação desta Casa Legislativa”, afirmou.

Obras já foram licitadas

As duas obras já foram licitadas e o contrato foi assinado na última segunda-feira, 25.  A empresa vencedora para construir o Parque Cimba é a MVL Construções Ltda. A vigência do contrato é de 12 meses, contados a partir da data de início da obra. O valor total estimado da obra é de R$ 2.120.988,56.

O Parque Cimba, com uma área de cerca de 200 mil metros quadrados, onde passa o Córrego Canindé. Essa primeira etapa licitada terá estacionamento, calçada, pista de 1,3 km para caminhada, ciclovia, toten de acesso, academia ao ar livre, pontos para descanso, praça para esportes radicais, playground para as crianças, bicicletário e área de piquenique.

Na segunda etapa, serão construídos também mirante, ponte, anfiteatro, lanchonete, revitalização das ruínas de uma fábrica para recuperação da memória do município, espaço de convívio. “Será um espaço amplo e que contemplará todos os públicos”, aponta Mikael de Souza, responsável pelo projeto de arquitetura do parque. O projeto está aprovado pelo Ministério do Turismo e pela Caixa Econômica Federal.

Complexo Poliesportivo

Já o Complexo Esportivo vai ser construído pela empresa Morema Construções Pavimentações e Incorporações Ltda. O valor total da obra é de R$ 3.613.891,80. A obra ficará na Via Lago, em uma área de 7.000 m². No local será construído o ginásio poliesportivo coberto com arquibancadas, áreas administrativas, vestiários, chuveiros, enfermaria, copa e depósito, academia ao ar livre, pistas de skate, arremesso de peso, salto em altura, caminhada, atletismo, além de estacionamento, ciclovia e quadra de tênis para práticas esportivas.

O complexo, que teve o apoio direto do deputado federal César Halum, propõe estimular as categorias de base e preparar atletas araguainenses de alto rendimento para competições nacionais, nas modalidades olímpicas, paraolímpicas e não olímpicas em padrões oficiais.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.