O prefeito de Araguaína Ronaldo Dimas (PR) admitiu de vez nesta terça-feira, 3, que não é mais pré-candidato ao governo do estado do Tocantins e jogou a toalha.

A decisão de Dimas, segundo o próprio prefeito foi a falta de apoio do seu próprio partido, em específico uma “rasteira” que ele levou do presidente do PR, o Senador Vicentinho Alves.

Conforme informações dos bastidores, Dimas estaria com “ciúmes” da ascensão do senador Vicentinho Alves na corrida ao governo do estado na eleição suplementar.

Acontece que no último dia 25 de março o senador Vicentinho Alves declarou que Dimas ainda estava indeciso e sua situação poderia ser uma incógnita para o desejo do partido rumo às eleições de 2018. E o próprio Senador Vicentinho tomou a frente como cabeça de chapa para concorrer ao Palácio Araguaia.

Teria ainda o agravante de que Ronaldo Dimas não teria avançado nas pesquisas e não conseguir agregar aliados para fortalecer a sua pré-candidatura para consolidar o nome como favorito para ocupar a cadeira mais importante do Estado do Tocantins.

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.