20130131080249_justica_federal_predioO Centro Judiciário de Conciliação da Justiça Federal no Tocantins conseguiu 72 acordos após realizar 95 audiências de conciliação em apenas três dias, com a finalização dos trabalhos nesta sexta-feira (05). Os números representam 89% de êxito e mais de R$ 184 mil referentes aos acordos. Todos os processos foram de danos morais envolvendo a Caixa Econômica Federal, Correios, Conselho Regional de Enfermagem e Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Tocantins (OAB/TO).

Outra dado positivo, foi o baixo número de não comparecimentos: apenas 11. “Geralmente, o número de pessoas que faltam às audiências de conciliação é alto. Desta vez, marcamos 106 audiências e apenas 11 não foram realizadas. Isso mostra que a postura da população está mudando”, explicou a diretora do Centro Judiciário de Conciliação da SJTO, Daty Manuela.

Formação de novos conciliadores

A Seção Judiciária do Tocantins abriu 50 vagas para o I Curso de Capacitação de Conciliadores da Justiça Federal. As inscrições tiveram início no dia 02 e seguem até dia 22 deste mês. O interessado precisa ter graduação em qualquer curso superior reconhecido pelo Ministério da Educação. A prestação de serviço como conciliador poderá contar como atividade jurídica e como título, inclusive para a magistratura federal, caso previsto em edital específico. As aulas serão realizadas em maio.

Como fazer a inscrição?

A inscrição para o I Curso de Capacitação de Conciliadores da Justiça Federal é gratuita e pode ser realizada de duas formas: com o envio do formulário de inscrição e da documentação para o e-mail conciliador.to@trf1.jus.br; ou de forma presencial na sede da Justiça federal, em Palmas, ou nas subseções judiciárias de Araguaína e Gurupi.

O edital com a documentação necessária e os demais procedimentos está disponível no sitewww.jfto.jus.br no ícone localizado na lateral direta da tela inicial. (Samuel Daltan)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.