Agencia de Fomento - Atendimento e Bonecos Presidente
Agencia de Fomento – Atendimento e Bonecos Presidente

O Governo do Tocantins, por meio da Agência de Fomento, tem trabalhado para ofertar financiamentos e créditos com mais benefícios aos micro e pequenos empreendedores do Estado. Somente em 2019, já foram disponibilizados mais de R$ 2 milhões em contratos firmados.

De acordo com a presidente do órgão, Denise Rocha, este ano foi repleto de desafios e grandes realizações para a instituição. “Conseguimos atender as diretrizes traçadas pelo governador Mauro Carlesse, que é pulverizar o crédito com diversas operações. Iremos fechar 2019 com mais de 80 contratos assinados. Até o final deste mês de dezembro, temos mais de R$ 1,3 milhão em créditos para serem efetivados”, afirma.

A presidente ressalta ainda que um dos grandes feitos de 2019 foi a inauguração de um ponto de atendimento no espaço da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), em Gurupi para atender todos os setores produtivos da região.

As operações realizadas pela Agência de Fomento são de, em média, R$ 30 mil para atender uma demanda maior de micro e pequenos empreendedores, acompanhando a ideia do governador Mauro Carlesse, que é gerar emprego e fazer o Tocantins crescer.

Projeções para 2020

Segundo Denise Rocha, a pasta conseguiu um crédito com o Fundo Geral do Turismo (Fungetur) no valor de R$ 10 milhões para o setor. “Teremos bastantes linhas diferenciadas para o turismo. Então, quem quiser investir no Tocantins nesta área pode procurar a Fomento que estaremos aptos a atender com as menores taxas”, afirma.

Também para 2020, a presidente frisa que o órgão terá um aporte do Governo do Tocantins de R$ 1,7 milhão e outro de R$ 7,7 milhões em andamento, além de R$ 10 milhões para o setor da piscicultura.

A presidente afirma que o foco é buscar mais linhas de crédito. “Queremos juntar experiências buscando em outras agências de Fomento o que eles fazem de melhor para agregar com a nossa, principalmente, a administração de fundos”, destaca. Ela também revela que a pasta pretende dividir o Estado em seis sub-regiões para melhor atender as demandas e necessidades dos municípios. “Iremos passar algumas semanas ou até meses em cada área para fazer ações de geração e criação de créditos nesses locais”, garante.

Beneficiados  

A cabeleireira Maria Eugênia é empreendedora na Capital e tem seu próprio salão de beleza. Ela destaca que preferiu o empréstimo com a Fomento pela facilidade e benefícios apresentados. “A facilidade é enorme, os juros são baixos e o crédito foi disponibilizado bem rápido”, ressalta.

Com o crédito, Maria Eugênia reformou a fachada de seu salão, comprou mais cadeiras para seus clientes, produtos de beleza e um lavatório. “Agora, tenho minha fachada dos sonhos, do jeito que eu sempre sonhei e meus clientes terão mais conforto também com meus novos equipamentos e produtos”.

A empresária Luzia Santos mora em Taquaruçu e tem uma distribuidora autorizada de colchões Nipponflex. “Investimos o crédito em capital de giro para compra e venda de colchões e acessórios de uso pessoal”, conta.

Luzia ainda afirma que o crédito da Fomento agilizou muito a prospecção de vendas. “Os juros são mínimos, muito menores do que em bancos comuns. A disponibilidade do dinheiro também foi muito rápida”, destaca.

Comentários do Facebook