O delegado foi atingido com 3 tiros por PM's sem fardas
O delegado foi atingido com 3 tiros por PM’s sem fardas

Neste domingo, 29, a Justiça decretou a prisão preventiva de quatro policiais militares, eles são suspeitos de atirar contra o delegado. A decisão é do juiz plantonista Ciro Rosa de Oliveira, de Guaraí. Segundo ele, o objetivo é evitar que os militares destruam provas e interfiram no depoimento de testemunhas.

A prisão preventiva é contra os policiais Frederico Ribeiro dos Santos, João Luiz Andrade da Silva, Thiago Mariano Duarte Peres e Cleiber Levy Gonçalves Brasilino. A defesa dos policiais informou que vai entrar com Habeas Corpus junto ao Tribunal de Justiça do Tocantins para pedir a liberdade deles.

Comentários do Facebook