Foi assinada na terça-feira, 24, de forma digital, pelo Instituto de Gestão Previdenciária do Estado do Tocantins (Igeprev-TO) e o Banco Máxima S.A (atualmente denominado Banco Master S/A), a Escritura Pública de Dação em Pagamento, transferindo 60 imóveis, avaliados em mais de 13 milhões de reais, a fim de indenizar o Instituto por prejuízo causado por Fundo de Investimento que se tornou ilíquido.

Os 60 imóveis, estão situados nos estados do Rio Janeiro, Minas Gerais, São Paulo, Paraná e Goiás, agora sob a titularidade do Igeprev, e que serão incorporados aos ativos do Fundo de Investimento Imobiliário em que o Instituto é o único cotista, cuja instituição gestora do Fundo envidará todos os esforços para a venda dos mesmos.

“Mais uma importante conquista para o Instituto, que após três anos de muitas negociações, conseguiu, com a importante atuação do Ministério Público do Estado (MPE), e a assistência da Procuradoria Geral do Estado (PGE), uma recomposição financeira do seu patrimônio, no montante de R$ 13.022.000,00, decorrente de uma aplicação de recursos de aproximadamente o mesmo valor, no Fundo Investimentos em Participações Viaja Brasil Private Equity,” destaca o presidente do Igeprev, Sharlles Fernando Bezerra Lima.

“O resgate dos valores se deu sob provenientes e estimados esforços conjuntos, que reunidos somaram na atuação precisa, para que o resultado final fosse culminado em ditoso desfecho, de uma gestão séria e transparente, sobretudo, de um Governo comprometido com a previdência do servidor público tocantinense. Mais uma vez, nossos mais prezados agradecimentos a todos que contribuíram enormemente para o sucesso dessa negociação.” enfatiza Sharlles Fernando.

Comentários do Facebook