Vereador Milton Neris

Após o Secretário de Saúde de Palmas não participar da reunião da Frente Parlamentar de Enfrentamento a Covid-19, realizada virtualmente na terça-feira, 28, o vereador Milton Neris (PDT) voltou a questionar a falta de diálogo do Poder Executivo municipal com a Casa de Leis. O parlamentar cobra que medidas efetivas sejam adotadas para conter a Pandemia. Segundo Neris, a população precisa de assistência urgentemente, porém, a gestão se recusa a conversar e prestar esclarecimentos.

De acordo com o vereador, a reunião ocorreu de forma virtual por indicação do próprio secretário, em função ao Decreto municipal de isolamento. “Até o momento, o Secretário não se manifestou para debater com esse Parlamento e ontem se negou a participar de um sistema que ele mesmo solicitou. Eu não entendo porque a gestão não quer dialogar com esta Casa. Além disso, o único Comitê que atende o enfrentamento de crise no município não tem a participação do Poder Legislativo para discutir”, questiona.

Neris lembra que a população está isolada há 46 dias em razão do Decreto, e muitas pessoas estão passando fome por não poder trabalhar. “As medidas que a Prefeitura adotou até o momento são paliativas. O município entregou pouco mais de 3 mil cestas básicas para as famílias carentes, quantidade insuficiente para atender a demanda”, reclamou.

O país e o mundo passam por um momento de crise e de sacrifícios e, para o vereador, o diálogo é de suma importância para adotar ações efetivas, como instalação de novos leitos nas Unidades de Saúde, estruturar Hospitais disponíveis para dar assistência médica e oferecer atendimento imediato aos assintomáticos do coronavírus, além dos testes rápidos. Contudo, a realidade das Unidades de Saúde é outra.

 “Até o momento nenhuma UPA oferece teste rápido, isso dificulta saber quantos pacientes já estão contaminados. O sistema manda as pessoas para casa porque sabe que não tem condição de tratar quem precisa. Além disso, cidadãos estão perdendo o emprego, empresários e a sociedade em geral estão desesperados. É hora do equilíbrio, de buscar um entendimento entre os Poderes. Precisamos conversar sobre o que está acontecendo. Juntos podemos mudar a história da nossa cidade”, finalizou Neris.

Comentários do Facebook