A construção civil protagonizou boas notícias em 2019. O setor cresceu na geração de empregos, vendas e lançamentos de imóveis. Em paralelo, a economia tem demonstrado melhora do PIB e redução da taxa de juros possibilitando novas ofertas de financiamento, o que gera mais acesso à moradia para os brasileiros. Esses números alavancaram a tão esperada retomada do mercado imobiliário.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

De acordo com a Abrainc (Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias), o segmento de médio e alto padrão teve um crescimento de 20% no terceiro trimestre de 2019 em relação ao mesmo período de 2018. Para 2020, a tendência, segundo a associação, é que o crescimento permaneça ou até mesmo aumente em 30%.

As condições de financiamento registraram uma queda histórica da taxa média de juros que chegou a 6,75% ao ano pela Caixa Econômica Federal. Com a redução de um ponto percentual de juros anual, 800 mil novas famílias acessam o mercado de Médio Alto Padrão de imóveis e até 2 milhões de famílias se tornam elegíveis para a compra na habitação popular. Se houver, por exemplo, uma redução nos juros imobiliários de 9% para 5%, o número de famílias aptas à compra de um imóvel salta de 11,7 milhões para 19,1 milhões.

Com esse cenário, o  momento se torna extremamente propício para quem deseja investir em um imóvel próprio. A opção pela compra desponta como uma alternativa mais viável do que o aluguel para muitas famílias.

De acordo com Carlos Paes Leme, Superintendente da GVI – unidade de comercialização de ativos imobiliários da Rodobens, essa é uma ótima oportunidade para quem quer aplicar bem o próprio dinheiro e fechar um bom negócio.

“O movimento econômico é muito positivo, o mercado está se reaquecendo e os preços já começaram a subir, mas ainda existem excelentes oportunidades no mercado, pesquisando bem o comprador tem acesso a preços de lançamentos realizados entre 2012 e 2014”, salienta o Superintendente.

Novo negócio

Sempre atento às tendências, o Grupo Rodobens, empresa com 70 anos de tradição e pioneirismo em diversos negócios no Brasil, aposta agora na retomada do mercado imobiliário trazendo para o mercado palmense, por meio da GVI, sua unidade de comercialização de imóveis prontos, um empreendimento com o conceito mixed use, lugares que vêm transformando a rotina das grandes cidades.

O conceito é reunir pelo menos três fontes para a produção de receitas, entre elas residências, escritórios, ambientes corporativos, hotéis e comércio em geral. Assim, em um único empreendimento o morador/investidor pode trabalhar, morar, divertir-se, descansar e sentir-se seguro.

Essa nova experiência se instalou na mais jovem capital do país com o Cosmopolitan, um empreendimento que conta com hotel, salas comerciais e apartamentos residenciais. Situado na principal avenida de Palmas, há poucos metros do Centro do Poder Estadual, a região é uma das mais nobres e de fácil acesso. Fatores que tornam o empreendimento uma opção ímpar para viver ou investir.

 

Comentários do Facebook