Governador Mauro Carlesse / Foto: Aldemar Ribeiro
Governador Mauro Carlesse / Foto: Aldemar Ribeiro

O governador do Tocantins, Mauro Carlesse, determinou nesta quinta-feira, 19, que as forças de segurança do Estado, de forma unificada, realizem fiscalizações quanto ao cumprimento dos decretos que estabelecem normas de prevenção ao vírus Covid-19 (novo Coronavírus) em âmbito estadual e municipal.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No Tocantins, os decretos publicados pelo Governador nos últimos dias proíbem visitações em parques estaduais, nas Unidade de Conservação (UCs), no Palácio Araguaia e no Museu Palacinho, em Palmas, além de suspensão de todas as atividades educacionais nos estabelecimentos públicos e privados. Também estão suspensas as atividades em praças esportivas sob a gestão do Poder Público Estadual ou de propriedade deste, tais quais estádios, ginásios ou qualquer outra praça ou equipamento de uso compartilhado. As visitações aos custodiados no Sistema Prisional e Socioeducativo também foram proibidas.

Além dos decretos editados pelo governador Mauro Carlesse, os municípios também publicaram normas que visam proibir aglomerações de pessoas em locais públicos, determinando, entre outros, o fechamento de shoppings, bares, academias e boates.

Os responsáveis pelos órgãos de segurança no Tocantins vão se reunir nesta sexta-feira, 20, às 9 horas, na Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), para estabelecer o protocolo de atuação na Capital e no interior do Tocantins.

Entenda

No último dia 11 de março, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou pandemia do vírus Covid-19. O surto da doença, que começou no final de dezembro de 2019 na China, chegou recentemente ao Brasil, e ao Tocantins nessa quarta-feira, 18, quando foi confirmado o primeiro caso de uma paciente infectada com o novo Coronavírus.

Isso levou o governador Mauro Carlesse a declarar Estado de Emergência no Tocantins. No cenário nacional, foi declarado Estado de Calamidade Pública.

Comentários do Facebook