Secretaria da Saúde de Araguaína

O Tribunal de Contas do Tocantins julgou irregulares as contas de ordenador de despesas do Fundo de Saúde de Araguaína, referentes ao exercício financeiro de 2018, do governo do ex-prefeito Ronaldo Dimas (Podemos) e que tinha Jean Luís Coutinho Santos, gestor da pasta na época.

De acordo com a decisão houve irregularidades na execução orçamentária no valor de R$ 6.637.211,39, que representa 5,92% da receita gerida, gerando déficit ao fundo.

E ainda, realização de despesas fora da classificada no valor de R$ 5.523.404,65, no exercício de 2019, da competência de 2018, sendo assim, em desacordo com a lei.

A Primeira Câmara do TCE determinou aplicação de multa ao ex-gestor Jean Luis Coutinho Santos, no valor de R$ 3.000,00 (três mil reais), pela prática das irregularidades.

A decisão foi publicada no Boletim Oficial do tribunal de Contas nº 2726, dessa terça-feira, 23.

Comentários do Facebook