Alunos da Escola Paroquial Cristo Rei
Alunos da Escola Paroquial Cristo Rei

Com a intenção de despertar nos educandos o interesse pela matemática e influenciar positivamente no processo de aprendizagem, a Escola Paroquial Cristo Rei, localizada no município de Tocantinópolis, vem realizando diversas intervenções pedagógicas durante o ano letivo de 2016. A culminância das atividades aconteceu no sábado, 26, com a I Feira da Matemática da unidade escolar.

No evento, aberto à comunidade, foi apresentado o resultado do trabalho desenvolvido pela escola com foco no desenvolvimento do potencial matemático dos alunos. Foram montadas salas temáticas e estandes abordando a história dos números, potenciação, fração, grandezas, medidas. Para abordar o sistema monetário, os alunos montaram um minimercado. Eles organizaram também uma exposição das formas geométricas construídas com isopor e palitos, e interagiram com o público visitante por meio de jogos matemáticos.

Para o estudante Marcos Paulo, do 6º ano do ensino fundamental, as iniciativas da escola para dinamizar o ensino contribuíram para facilitar o aprendizado. “Foi uma experiência muito boa, pois entendi com mais facilidade o conteúdo que estudamos, aprendemos um pouco também o que as outras turmas estão estudando. A matemática não é tão difícil como parece, pode até ser divertida”, relata.

Atividades diversificadas

De acordo com a direção da escola, além das atividades diárias em sala de aula, ao longo do ano, a equipe escolar promoveu diversas ações como a Semana da Matemática, realizada em parceria com o professor de matemática da Universidade Federal do Tocantins, Andrey Patrick Monteiro de Paula.

Para subsidiar o trabalho dos educadores da disciplina, a equipe pedagógica e professores da unidade escolar participaram do estudo sobre o Ensino da Matemática, que teve como objetivo evidenciar as diferentes formas de ensinar os conceitos matemáticos, tornando as aulas mais dinâmicas e significativas. A capacitação foi ofertada pela UFT de Tocantinópolis.

Segundo a diretora da escola, Vaneça Alves da Silva de Sousa, as intervenções tiveram um saldo positivo. “A Feira foi um sucesso. Tivemos uma participação significativa da comunidade local e nos surpreendemos com a desenvoltura dos alunos. Neste ano proporcionamos diversos momentos voltados para a matemática e é gratificante perceber que neste processo alunos e professores tornam-se pesquisadores, compreendendo conceitos e estratégias matemáticas que permitem desenvolver práticas exitosas. Os resultados dessa experiência foram muito satisfatórios”, avaliou.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.