Foto: Jefferson Christofoletti
Foto: Jefferson Christofoletti

Neste sábado, 17 de outubro, a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Kátia Abreu visitou a obra da sede própria da Embrapa Pesca e Aquicultura, em Palmas-TO. Ela foi recebida pelo chefe geral da instituição, Carlos Magno Campos da Rocha, e por parte da equipe da empresa no Tocantins.

A ministra se mostrou impressionada com o que viu. “Eu estou simplesmente encantada com a capacidade da Embrapa, não só de fazer o bem que faz ao país em termos de pesquisa, inovação, tecnologia, a capacidade que a Embrapa tem no país inteiro, mas o capricho com que ela também cuida da sua instituição. Uma obra dessa aqui é uma obra histórica, uma obra que orgulha o Tocantins”, disse.

A Embrapa Pesca e Aquicultura foi criada em 2009 e, atualmente, sua sede é num espaço alugado em Palmas. Segundo Kátia, “a obra é um complemento do trabalho que a Embrapa já está fazendo, é o coroamento e a fundação de tudo o que ela já está fazendo desde que foi instalada no Tocantins”.

A obra soma cerca de 10.000 m², sendo 6.500 m² de edificações e 3.500 m² de área coberta. Estão sendo construídos, entre outros espaços de trabalho, 14 laboratórios de apoio às atividades de pesquisa e desenvolvimento. A construção, que está em fase final, foi projetada para comportar cerca de 250 funcionários; hoje, a Embrapa Pesca e Aquicultura conta com pouco mais de 90.

Segundo Carlos Magno, foi a primeira vez que a ministra visitou o local. “Eu acho que ela sai daqui bastante impressionada, não só com o trabalho da Embrapa, mas principalmente com a dimensão dessa obra, pela grandeza dessa obra e o que isso vai representar pra região, pro estado e pro Brasil como um todo”, afirmou.

A Embrapa Pesca e Aquicultura está estruturada em torno de dois núcleos de pesquisa. Um deles desenvolve trabalhos nas áreas de pesca e aquicultura e outro faz pesquisas em sistemas agrícolas – este grupo conta com pesquisadores de outras unidades da Embrapa com atuação na região do Matopiba, que envolve partes dos estados do Maranhão, do Piauí e da Bahia e todo o Tocantins.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.