jornalista Mateus Junior
jornalista Mateus Junior

A Secretaria de Segurança Pública divulgou nesta segunda-feira 19, o laudo sobre a morte do jornalista Francisco Mateus da Silva Júnior e apontou que a morte foi causada por enforcamento.

O copo de Mateus Júnior foi encontrado em uma estrada vicinal do município de Lajeado, à 65 km de Palmas, no dia 7 de setembro, após quatro dias desaparecido.

O laudo necroscópico constatou que o jornalista morreu por causa de uma lesão no pescoço, possivelmente causada por um pedaço de pano. O resultado do exame contradiz a versão contada pelos acusados, de que Mateus Junior teria morrido após passar mal de asma dentro do bagageiro do carro.

O laudo será anexado ao processo de investigação da morte do jornalista, que está sendo feito pela Delegacia de Investigações Criminais (DEIC). A investigação deve ser finalizada ainda esta semana e entregue ao poder judiciário. O quinto suspeito de envolvimento na morte de Mateus, Ronie Von Silva, continua foragido.

Suspeitos na residência de Mateus /Foto:
Suspeitos na residência de Mateus /Foto:
Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.