O deputado Wanderlei Barbosa (SD) tem demonstrado bastante preocupação com a greve dos servidores públicos do Estado do Tocantins, que já completa dez de paralisação nesta quinta-feira, 18, tendo em vista que a população que está sendo prejudicada.

Na manhã da última terça-feira e na parte da tarde, os deputados estiveram reunidos com os sindicalistas. Na parte da manhã na Assembleia Legislativa e a tarde no Palácio Araguaia com o Comitê Gestor do Governo, mas sem quaisquer avanços nas negociações.

Na oportunidade, Wanderlei Barbosa fez questão de frisar que os deputados representam o povo e não o Governo, acrescentando em seguida que é preciso sensibilizar mais o governo do Estado para conter essa greve e pagar os reajustes salariais dos servidores. “Precisamos nos posicionar, encontrar caminhos, o que não dá é para permanecer do jeito que está, com toda população tocantinense sendo prejudicada por conta da paralisação,” disse.

Wanderlei disse ainda que a situação é preocupante que, enquanto o movimento grevista ganha à adesão dos servidores da saúde, o Governo mantenha o silêncio. “Basta mostrar perspectiva de pagamento. Não se pode apenas ignorar um movimento social“, disse.

Em conversa do deputado com os servidores na manhã desta quinta-feira, 18, no hall da Assembleia Legislativa, o deputado reiterou seu apoio aos servidores do Quadro Geral que estão em greve e reivindicando do Governo do Estado o pagamento da data-base.

A falta de avanços nas negociações preocupa também o presidente do SISEPE (Sindicato dos Servidores Públicos do Estado), pois os prejuízos começam a atingir a população tocantinense nas áreas da Saúde, Educação, Administração e também nos setores financeiros, e o governo diz apenas que não tem dinheiro para pagar direitos dos servidores, se fizer compromisso não vai cumprir.

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.