As obras de restauração do trecho de 206 quilômetros da BR-153, entre as cidades Wanderlândia e Presidente Kennedys, em Tocantins, foram inauguradas nesta quinta-feira (30/6). Em cerimônia realizada na sede da Federação das Indústrias do Estado de Tocantins (Fieto), o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella, destacou que a importância da rodovia que, sendo a quarta maior em extensão no país com 4.355 quilômetros, compõe um dos principais corredores logísticos para o escoamento de produção da região e de todo o país.

As obras foram realizadas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), por meio da superintendência do estado. A rodovia recebe cerca de 7.200 veículos por dia. Com o intuito de beneficiar, diretamente, as populações que trafegam entre os municípios que margeiam a BR, os trabalhos priorizaram importantes vias por onde trafegam grande parte das produções brasileiras.

“A obra de manutenção e recuperação da rodovia vai melhorar a vida dos moradores de seis cidades, incluindo Araguaína”, disse. Segundo Maurício Quintella, serão mais de 230 mil pessoas beneficiadas.

Dentre os trabalhos realizados, destacam-se os serviços de restauração na pista de rolamento, nos acostamentos. Além disso, a implantação da terceira faixa em 11,38 km, melhorias na geometria da curva do km 188 (1,3km), no trevo de acesso ao Setores Monte Sinai e Aeroporto, entre outras.As obras foram finalizadas mas, o contrato de conservação da via será executado até 2017.

A cidade de Araguaína, que cresceu e se desenvolveu economicamente às margens da BR-153, tornou-se importante capital econômica de Tocantins. A via é considerada o principal corredor de escoamento da produção rural de várias cidades do interior do Norte e Centro-Oeste do país. O ministro ressaltou que a rodovia integra o projeto do Arco Norte e que isso contribui para que ela esteja entre as prioridades da pasta: “Nosso objetivo é utiliza-lá como via de redistribuição do escoamento da produção, empregando o corredor norte como alternativa viável com acesso ao Porto Vila do Conde, no Pará”. Ele ainda afirmou que a estratégia visa aproximar o Brasil dos mercados asiáticos.

OUTROS PROJETOS

O ministro também anunciou uma boa notícia para a população de Xambioá. A construção da Ponte sobre o rio Araguaia será lançado até o final do mês de agosto. “Em breve, a comunidade da região deixará de utilizar balsas para a travessia deste trecho. Isso melhorará a logística de escoamento da produção local e regional”, afirmou.

No evento Maurício Quintella também mencionou os próximos investimentos do ministério para os outros modais de transportes. “O Ministério agora abraça todas as modalidades de transportes rodoviário, ferroviário, hidroviário e aeroviário, multiplicando suas atribuições para corrigir os problemas de infraestrutura e logística do país de forma estratégica”. De acordo com Quintella, o objetivo é trabalhar pela solução logística intermodal: “Isso contribuirá com o desenvolvimento econômico pleno e consolidado”, disse.

Para ferrovias, ele destacou a futura concessão dos segmentos Ferrovia Norte-Sul já construídos pela VALEC. Em relação ao modal hidroviário, recentemente o ministério dos Transportes assinou a ordem de serviço para estudos e obras do derrocamento do Pedral do Lourenço, empreendimento no estado do Pará.

Sobre os aeroportos, o ministro afirmou que também terão avanços. O Aeroporto de Araguaína está em fase de elaboração de anteprojeto com previsão de conclusão ao fim do próximo semestre: “Nossa meta é dar início ao processo de licitação o mais rápido possível”, destacou.

As melhorias da infraestrutura aeroportuária esperadas são a construção de um novo terminal de passageiros, a ampliação e recuperação da pista de pouso, a reforma da seção contraincêndio e investimentos em equipamentos para navegação aérea por instrumentos.

Também estiveram presentes na solenidade, a vice governadora Cláudio Lelis, o senador Vicentinho Alves, o deputado federal Vicentinho Júnior, o prefeito de Araguaína Ronaldo Dimas, o Diretor Geral do Dnit, Valter Casimiro, e outras autoridades locais.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.