Com o objetivo de levar ao produtor rural informações sobre procedimentos operacionais e formas de negociação dos produtos do mercado agropecuário, técnicos da CNA e do Sistema FAET/SENAR realizarão, durante toda esta semana, painéis sobre o atual cenário da pecuária de corte e de grãos no Tocantins, através do projeto “Campo Futuro” da CNA.

Nesta nova etapa, os primeiros municípios tocantinenses a serem atendidos pelo programa com foco na pecuária de corte serão Araguaçu, no dia 26/05; Paraíso do Tocantins, 27/05; Colinas do Tocantins, 28 e Araguaína no dia 29/05; já em Pedro Afonso, no dia 26/05, será apresentado o painel sobre soja e milho para produtores rurais do município e região.

O Programa

O Campo Futuro é um projeto inovador na agropecuária brasileira, que pretende fortalecer a rede de acesso dos produtores rurais a mecanismos de gestão de custos e riscos, além de fornecer continuamente informações estratégicas sobre o setor rural.

Com esta iniciativa, a CNA, as Federações da Agricultura e seus parceiros pretendem capacitar produtores rurais a calcular, com metodologia adequada, os custos de produção de suas propriedades e utilizar as operações em mercado como instrumento de gestão de riscos de preços da atividade.

O Campo Futuro também compreende o desenvolvimento de um sistema de informação de custo de produção e mercado agropecuário, disponibilizado diretamente ao produtor rural.

Inicialmente, serão contemplados nesta fase do projeto produtores de soja e milho e pecuaristas de corte em dez estados: Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Rio Grande do Sul, Paraná, Minas Gerais, São Paulo, Bahia e Santa Catarina. Os multiplicadores serão responsáveis pelo treinamento dos produtores.

O Campo Futuro está sendo desenvolvido pela CNA, em parceria com as Federações da Agricultura dos estados e com a Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F), com apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR).

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.