Jairo de Sousa Silva, vulgo “Guerreiro”

A Polícia Civil prendeu, no final da tarde desta terça-feira, 4, Jairo de Sousa Silva, vulgo “Guerreiro”, 22 anos de idade. Ele é suspeito de pertencer a uma facção criminosa e planejar ataques a órgãos públicos da Capital.

Jairo de Souza foi preso pela prática do crime de tráfico de drogas, quando se encontrava em uma residência, localizada na região Norte da Capital. De acordo com a Polícia Civil, a prisão se deu após ação integrada das Polícias Civil e Militar, com apoio do Gaeco/MP onde foram levantadas informações de que uma casa, localizada na quadra 605 Norte, estaria sendo usada como ponto de apoio para facção criminosa e que haveria drogas nesta casa. As investigações inidcavam ainda que na referida casa estaria escondido um indivíduo com a missão de praticar atentados contra órgãos públicos, na madrugada do dia 05 de abril.

Diante das informações, as equipes foram até o local e, após realizar buscas no interior do imóvel, localizaram e apreenderam várias porções de crack, além de faixas assinadas por facção criminosa, que seriam colocadas nas fachadas de órgãos públicos após os ataques.

Conforme depoimento do acusado, sua missão era efetuar disparos de arma de fogo contra as fachadas dos prédios do Fórum e do Ministério Público, sendo que, posteriormente, seriam fixadas as faixas apreendidas, nos mesmos moldes de ataques realizados anteriormente em Palmas, pela mesma facção.

Diante dos fatos, Jairo de Souza foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e, após os procedimentos legais, foi conduzido à Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP), onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.