Sargento Paulo, morto por usuários de drogas
3º Sargento Josafá, ferido por usuários de drogas

Dois policiais militares foram baleados durante uma abordagem em Colméia, na madrugada deste domingo 3. O sargento Paulo Pereira da Silva, morreu com um tiro na cabeça.

De acordo com informações os dois policiais estavam de serviço e foram atender a um chamado, usuários de drogas estariam brigando em frente a uma praça da cidade. Ao chegarem para conter a confusão o sargento Paulo abordou e algemou um dos envolvidos na briga, os demais cercaram o dois PMs, momento em que um deles empurrou o sargento Paulo e a arma dele caiu, um dos drogados pegou a arma e atirou acertando a cabeça do policial que morreu na hora.

O outro PM, 3º sargento Josafá Ferreira de Araújo, que também foi desarmado, foi alvejado por dois tiros, um ficou alojado no colete. Ele se encontra estável e recebendo cuidados médicos no Hospital Geral de Palmas.

Dois irmãos que teriam tido participação direta nos crimes foram capturados na manhã deste domingo, os dois foram presos em flagrante.

A arma do sargento Paulo foi encontrada na casa de um menor. Ele também foi apreendido. A outra arma foi encontrada em um lote baldio.

A investigação vai ouvir testemunhas, incluisive o homem que estava sendo algemado e saiu correndo durante a confusão. Ele ainda não foi encontrado.

Esta é a segunda morte envolvendo policiais militares em menos de dois dias. A primeira foi registrada em Palmas, na tarde de sexta-feira 1. O soldado PM Ivan Borges de Lima foi morto durante um assalto a uma loja em Palmas. O policial e os criminosos morreram na ação.

Paulo Pereira da Silva ingressou na PM no ano de 1998, atualmente servia no 7º Batalhão, tinha 38 anos, era casado e deixa dois filhos.

Por meio de nota a PM disse que a família policial militar tocantinense lamenta profundamente e se solidariza com parentes e amigos, ficando enlutada pela perda desse excelente profissional. Que Deus em sua infinita sabedoria possa confortar o coração de todos diante de mais esta perda irreparável.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.