Um bar virou posto de saúde improvisado no povoado Projeto Alegra, zona rural de Araguaína, no norte do Tocantins. A mesa de sinuca do estabelecimento está sendo usada nas consultas, como apoio para os equipamentos dos médicos e remédios. A situação está assim porque o prédio da Unidade de Pronto Atendimento do assentamento Projeto Alegre está em reforma.

O povoado tem cerca de 50 moradores e eles estão irritados com a falta de infraestrutura. “É o dinheiro nosso que está sendo jogado fora deste jeito e a gente que está sendo jogado desta maneira. Eu sinceramente fico indignado com isso”, conta o lavrador Irinê da Silva.

O bar foi cedido pelo dono para que os serviços médicos não precisassem ser suspensos, conforme contou o filho dele, José Wilson de Sousa, “Eu fiquei comovido com o pessoal da comunidade, então ofereci o meu barraco para eles fazerem as consultas deles aqui. Tem o postinho, mas não tem o atendimento. Fica fechado”.

Os moradores dizem que a reforma está pronta há cerca de 10 meses, mas nunca foi inaugurada. A Prefeitura de Araguaína diz que o atendimento na unidade só deve ser retomado em março. (G1)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.