Uma ação de combate à criminalidade deflagrada na tarde deste sábado, 18, em Guaraí, por policiais civis da 5ª Delegacia Regional daquele município, comandados pelo delegado Adriano Carrasco dos Santos, resultou no fechamento de um ponto de venda de drogas e na prisão em flagrante por tráfico de drogas de M.D.F, de 19 anos de idade, além da apreensão de drogas,armas de fogo, dinheiro e produtos de procedência duvidosa.

Conforme o delegado, o suspeito foi preso quando se encontrava em sua residência, na companhia de um adolescente infrator de 16 anos, o qual também foi apreendido. Ainda de acordo com o delegado, a residência de M.D.F já estava sendo monitorada pela polícia civil desde o início deste ano, devido a fortes indícios de que o suspeito estaria utilizando o local como ponto de venda de drogas.

E, na tarde deste sábado, munidos com um mandado de busca e apreensão, os policiais civis da 5ª DRPC, com apoio de agentes da Casa de Prisão Provisória de Guaraí, foram até a residência, onde localizaram e apreenderam uma considerável quantidade de drogas, já preparada para a venda, dinheiro, duas armas de fogo, munição, bem como objetos sem comprovação de origem.

O suspeito, maior de idade foi levado á Central de Flagrantes de Guaraí, onde foi autuado pelo crime de tráfico de drogas e, após os procedimentos que a lei determina, foi recolhido à Casa de Prisão Provisória da cidade, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário. O adolescente foi entregue aos pais e responderá, em liberdade, por ato infracional análogo ao crime de tráfico de drogas.

O delegado ressalta que as investigações foram iniciadas a partir de denúncias de moradores vizinhos à boca de fumo, os quais estavam incomodados com a prática dos atos criminosos. “Pedimos a toda à sociedade Guaraiense que continue ajudando a Polícia Civil, por meio de denúncias que possam resultar na prisão de suspeitos e na apreensão de drogas, armas, munição e dinheiro”, pontuou.

O delegado lembra ainda que as denúncias podem ser feitas, com o máximo sigilo, através do telefone (63)3464-1943, ou pelo WhatsApp   (63) 98423-4560.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.