Uma confraternização entre funcionários e deputados, na manhã desta quarta-feira, 28, marcou as comemorações em alusão ao Dia do Servidor Público, na Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins. O presidente do Sindicato dos Servidores da Assembleia (Sindlegis), Adilson Domingo Sindlegis, abriu a solenidade agradecendo o empenho dos colegas por servir com empenho à população tocantinense. “Sabemos que ser funcionário público exige dedicação, estudo e paciência, uma vez que temos o dever de servir o cidadão com eficiência e humildade”, destacou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Por sua vez, o presidente do Poder Legislativo, deputado Antônio Andrade (PTB), destacou o trabalho dos servidores públicos federais, estaduais e municipais. Ele lembrou que empenho conjunto de funcionários e parlamentares resulta no bom andamento das atividades legislativos e na missão de servir bem ao cidadão.

“Nesse período em que estou à frente desta Casa fiz todos os esforços para atender as demandas dos servidores, sempre pautado no diálogo e na legalidade, buscando um bom relacionamento com todos”, disse. Andrade também anunciou o pagamento antecipado dos salários dos servidores do Legislativo (até o final do dia), e a transferência do ponto facultativo do Dia do Servidor Público (28) para a próxima sexta-feira, 30.

Também fizeram uso da palavra as deputadas Walderez Castelo Branco (PP) e Cláudia Lelis (PV), além  da esposa do presidente Virginha Andrade. Elas ressaltaram a relevância do trabalho de servidor público para a sociedade e elogiaram  presidente Antônio Andrade  pela condução harmônica do Parlamento Tocantinense.  “Esse é o caminho”, disse Walderez.

Dia do Servidor Público

Além das ações administrativa, o funcionalismo público também é de extrema importância para a manutenção do patrimônio material público, assim como na prestação de serviços à população.

Em 1939, no dia 28 de Outubro, uma lei regulamentou o trabalho do funcionalismo público. Tratava-se do decreto 1713/39. Posteriormente, o então presidente Getúlio Vargas, em 1943, decretou como feriado do Dia do funcionário público a data de promulgação dessa lei.

No entanto, só a partir da Constituição de 1988 foi estabelecida a obrigatoriedade do concurso como meio de ingresso na carreira pública.

Comentários do Facebook