Os parentes de um idoso de 78 anos viveram momentos de angústia em Araguatins, no norte do Tocantins, eles descobriram que tinham velado e enterrado o corpo de outra pessoa. A troca aconteceu dentro do Hospital Regional de Augustinópolis e teria ocorrido porque o idoso tinha diagnóstico de Covid-19 e foi velado com caixão fechado.

O corpo do idoso O.L.S foi trocado pelo corpo de um detento de Tocantinópolis que deu entrada na unidade na segunda-feira, 2, em estado grave, ele passou por cirurgia, mas não resistiu e morreu.

O equívoco

O funcionário da funerária não verificou a placa de identificação sobre o corpo ensacado e levou para Araguatins o detento que era de Tocantinópolis. Após investigação, foi percebido que o detento já havia sido enterrado em Araguatins, no lugar de O.L.S.

O corpo que já havia sido sepultado precisou ser desenterrado para desfazer a troca.

A Secretaria Estadual da Saúde lamentou; Informamos que a troca de corpos se deu pelos profissionais da funerária responsável pelo sepultamento do paciente O. L. S., que retirou o paciente D. A. M. por engano, mesmo com todos os critérios de identificação seguidos pela equipe hospitalar.

Comentários do Facebook