Leito de UTI

Araguaína ganhou dez novos leitos em hospital particular e outros 07 do Hospital Regional foram reativados voltando a somar 17 leitos totais; Em Augustinópolis, a previsão é que seja inaugurada UTI no próximo dia 13

A região norte do estado tem enfrentado uma série de dificuldades em razão da superlotação dos leitos de Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs). Apesar do déficit de UTIs ser um problema antigo, a demanda aumentou ainda mais em razão da pandemia do novo coronavírus. Desde então, a Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO), por meio do Núcleo Especializado em Defesa da Saúde (Nusa), tem atuado em conjunto com as demais instituições para que os assistidos tenham seus direitos preservados.

“Nesta quarta-feira o Hospital Regional de Araguaína voltou a trabalhar com todos os leitos exclusivos disponíveis, num total de 17 vagas de UTI, para pacientes com covid-19”, contou o coordenador em substituição do Nusa, defensor público Sandro Ferreira ao explicar que a liberação dos leitos fora determinada judicialmente em ação do Ministério Público, sendo efetivada com a comunhão de esforços e cooperação entre Estado, Município e Instituições.

Ontem, terça-feira, a Defensoria Pública compareceu no Hospital Regional de Araguaína para ouvir a opinião dos profissionais de saúde que atuam na linha de frente sobre as soluções possíveis diante do bloqueio dos leitos. Participaram da reunião os diretores da unidade e o médico coordenador da UTI covid-19 no HRA.

Novos leitos

Araguaína também será contemplada com novos leitos. Na segunda-feira, 3, Sandro Ferreira vistoriou a instalação de novas unidades de UTI em um hospital particular de Araguaína. O Instituto Sinai abriu dez leitos de UTI exclusiva para pacientes com covid-19, e já começou, inclusive, a receber pacientes. A estrutura montada no local já atende pacientes graves nos moldes de hospital de campanha e ainda passa por ampliações para aumentar a capacidade de atendimento dos leitos já em funcionamento.

Para a região do Bico do Papagaio também há previsão de abertura de UTIs. Em uma reunião nesta terça-feira foi informada à Defensoria a previsão de abertura da UTI no Hospital Regional de Augustinópolis para o dia 13 de agosto. Após pedido de antecipação da abertura, os responsáveis informaram que pequenas reformas estariam sendo finalizadas no local para maior segurança dos pacientes e profissionais de saúde. Na reunião também foi abordado a dificuldade nacional para aquisição de fármacos utilizados nas  UTI´s.

“A instalação dos leitos no Instituto Sinai, a reativação dos leitos no HRA são fundamentais para suportarmos a fase crítica por que passamos com as altas taxas de ocupação e crescimento da pandemia em todas as regiões do Estado. E a expectativa de inauguração da UTI em Augustinópolis renova as esperanças, pois a região do Bico do Papagaio carece de leitos de tratamento intensivo para evitar que a população local seja transferida centenas de quilómetros para encontrar uma vaga de UTI”, destacou Sandro Ferreira, que ainda apontou que a oferta em Araguaína está acontecendo graças ao empenho conjunto e diálogo travado entre esferas de governo estadual e municipal, demonstrando o quanto a união é importante neste momento de grave crise sanitária.

Comentários do Facebook