Casa de Prisão Provisória de Palmas - CPPP
Casa de Prisão Provisória de Palmas – CPPP

Em nota encaminhada nesta manhã de terça-feira, 31, ao Webjornal Norte do Tocantins, a Umanizzare, empresa que administra em regime de cogestão a Casa de Prisão Provisória, em Palmas, e a Unidade de Tratamento Penal Barra da Grota, em Araguaína, esclarece que em relação ao encerramento das atividades aguarda a decisão do Tribunal de Justiça do Tocantins.

Confira a íntegra da nota:

NOTA                     

A Umanizzare, empresa que administra em regime de cogestão a Casa de Prisão Provisória, em Palmas, e a Unidade de Tratamento Penal Barra da Grota, em Araguaína, esclarece que em relação ao encerramento das atividades aguarda a decisão do Tribunal de Justiça do Tocantins.

Quanto aos apontamentos de manutenção preventiva e corretiva, indicados pela SECIJU e TCE-TO, a empresa informa que estão sendo realizados conforme cronograma entregue a secretaria.

A empresa ressalta que cumpriu rigorosamente o que está previsto no contrato em relação ao trabalho de ressocialização e de manutenção das unidades.

1.Nosso trabalho de manutenção preventiva e corretiva é permanente. Podemos assegurar que estamos entregando as unidades em melhor estado do que recebemos.

2.Alcançamos ótimos resultados nas duas unidades prisionais para o Sistema Prisional de Tocantins, especialmente nos atendimentos nas áreas técnicas, saúde, educação, psicologia e acolhimento das famílias.

3.Destacamos especialmente a política de remição de pena pelo trabalho e pela educação cumprindo fielmente o que reza a Lei de Execução Penal, criando programas e projetos de qualificação de mão de obra, de acesso à educação formal e ao trabalho remunerado dentro das próprias unidades prisionais.

4.No que tange as ações de ressocialização, alcançamos resultados expressivos, seja pelo trabalho, por exemplo, instituímos uma política da Umanizzare para aproveitamento da mão de obra dos reeducandos, qualificando-os para área de manutenção, de limpeza, de cuidado das hortas.

 

Comentários do Facebook