cirurgias de hérnia/Foto: André Araújo

Além do mutirão de cirurgias eletivas, que resultou em 120 procedimentos, nesta semana, a parceria entre o Governo do Tocantins e a Sociedade Brasileira de Hérnia e Parede Abdominal (SBH), promoveu no sábado, 11, a Jornada Norte Brasileira de Hérnia. O evento aconteceu no auditório do Palácio Araguaia e reuniu cirurgiões da equipe envolvida na força-tarefa e profissionais da região, que tiveram atualização científica com grandes nomes do assunto, no Brasil.

Na programação foram abordadas desde técnicas tradicionais como cirurgias abertas, até as mais modernas tecnologias da cirurgia robótica e laparoscópica. Segundo o cirurgião e presidente da Sociedade Brasileira de Hérnia e Parede Abdominal (SBH), Marcelo Furtado, “o mutirão é uma ação social. É gratificante para nós, cirurgiões da SBH, contribuir com regiões em que a demanda encontra-se maior. Saímos de Palmas com a sensação de missão cumprida”.

O presidente reforçou ainda, que “a SBH já realizou sete mutirões de hérnias em diferentes regiões do Brasil. Entre os estados que já receberam os mutirões está Paraíba, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, Maranhão e Amazonas. No Tocantins, a ação foi realizada em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde”, complementou.

A chefe de gabinete da Secretaria de Estado da Saúde, Alyne Nunes Mota, participou da abertura do evento representando o secretário de Estado, Afonso Piva, e falou da importância do mutirão para o Estado. “Parcerias como a que tivemos esta semana é de extrema importância para os atendimentos no Sistema Único de Saúde (SUS), pois elas humanizam o processo, com celeridade na solução dos problemas dos pacientes assistidos. 120 cirurgias em cinco dias não são apenas uma estatística, são famílias impactadas positivamente, com a qualidade de vida devolvida a um ente querido.”

Mutirão

Foi realizado um total de 120 cirurgias para correção de hérnias abdominais, em 95 pacientes que aguardavam na fila de espera do Sistema Único de Saúde (SUS), devidamente cadastrados na Central Estadual de Regulação. Os procedimentos que incluíram em alguns casos mais de uma cirurgia no mesmo paciente, ocorreram entre os dias 06 e 10 de junho, no Hospital Geral de Palmas (HGP) e no Hospital de Referência de Miracema (HRM). Participaram do mutirão 22 cirurgiões voluntários, dos quais 13 fazem parte do quadro de servidores da SES-TO.

Com os procedimentos realizados no mutirão, o Tocantins contabiliza 749 pacientes atendidos com cirurgias de hérnias, em 2022. Uma produção realizada graças aos esforços das equipes multiprofissionais das unidades hospitalares geridas pelo Executivo Estadual e às ações pontuais da gestão para garantir condições de trabalho.

Comentários do Facebook