Delegacia de Taguatinga Tocantins

Um homem de 43 anos, suspeito de praticar o crime de estupro de vulnerável contra um adolescente de 13 anos, foi preso em flagrante delito pela Polícia Civil do Tocantins na noite deste sábado, 12, na cidade de Taguatinga, região sudeste do Estado. Segundo o delegado regional Márcio Duarte Teixeira, que participava da operação com policiais civis da 103ª Delegacia de Polícia, a prisão se deu logo após serem alertados pela mãe da vítima, sobre a ocorrência do crime.

Ainda de acordo com a autoridade policial, as equipes da 103ª DP participavam, juntamente com outras forças de segurança, de mais uma etapa da operação “Tolerância Zero”, destinada a fiscalizar o cumprimento dos decretos emitidos pelo Poder Público a fim de conter a proliferação do Novo Coronavírus, quando foram abordados pela mãe do adolescente, a qual relatou o fato que havia acabado de acontecer.

Com base nas informações, os policiais civis identificaram o suspeito e começaram as diligências para encontrar seu paradeiro. Minutos depois, o homem foi localizado dormindo e aparentemente embriagado em sua residência, não muito longe do local onde ocorreu o crime.

Assim, ele recebeu voz de prisão e foi conduzido até a sede da 14ª Central de Atendimento da Polícia Civil, em Dianópolis, onde foi autuado em flagrante pelo crime de estupro de vulnerável. Após a realização dos procedimentos legais cabíveis, o homem foi encaminhado para a Casa de Prisão Provisória daquela cidade, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

O crime

Segundo apontaram as investigações da Polícia Civil, o homem encontrou a vítima em uma Avenida de Taguatinga e a convidou para manter relações sexuais. O adolescente recusou e então foi agarrado, sendo que o suspeito passou a acariciar as partes íntimas da vítima, ao mesmo tempo em que tocavam seu próprio órgão genital, simulando uma masturbação.

Depois de alguns minutos, o adolescente conseguiu se desvencilhar do agressor e correu em direção a uma residência próxima em busca de ajuda.

Comentários do Facebook