Prefeito Thiago Carlos

É de autoria do vereador Romivaldo Martins, do Partido Solidariedade, o requerimento aprovado pela Câmara Municipal de Lagoa da Confusão, onde solicita ao prefeito Thiago Carlos, para que providencie a desistência das ações municipais de cobranças judiciais do IPTU, ISSQN e Alvarás, retornando essa cobrança para a esfera administrativa.

Ao justificar sua proposta, Romivaldo Martins esclarece que a cobrança desses tributos, em especial o IPTU, sendo feita judicialmente, é uma grande penalidade à comunidade de Lagoa da Confusão, em especial, à população de menor poder aquisitivo, pois além de terem que pagar um imposto com preços já majorados, terão que assumir, ainda, as custas judiciais e honorários advocatícios.

“Entendemos que essa cobrança pode e deve ser feita pela Coletoria Municipal, através de seus agentes tributários. Além disso, para incentivar o pagamento desses impostos municipais, estamos propondo, também, que a Prefeitura de Lagoa da Confusão promova o Refis, com isenção de juros, multas e correção monetária sobre o imposto devido”, finalizou Romivaldo.

Comentários do Facebook