O Poder Judiciário tocantinense deu início, nesta quinta-feira, 06, ao Ano Judiciário de 2020 em sessão solene que contou com a presença da procuradora-geral de Justiça, Maria Cotinha Bezerra Pereira; do vice-governador, Wanderlei Barbosa; do defensor-público-geral, Fábio Monteiro; e do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – seccional Tocantins (OAB/TO), Gedeon Pitaluga. Também prestigiaram a solenidade integrantes do Ministério Publico do Tocantins (MPTO) e diversas outras autoridades.

A abertura oficial do ano judiciário foi realizada pelo presidente do TJTO, desembargador Helvécio Brito Maia, que, em seu discurso, promoveu um balanço das principais ações executadas em 2019, mencionando desafios e resultados. Ele destacou mudanças significativas realizadas na estrutura organizacional, a valorização dos integrantes do Judiciário e agradeceu o engajamento dos parceiros na execução do projeto Justiça Cidadã. Para 2020, ele destacou como meta a busca da melhoria da produtividade, mencionando a necessidade de adequações para que se vençam as demandas repetitivas.

“O Tribunal de Justiça segue movido pelo desejo de conferir serviços de qualidade com efetividade, celeridade e confiança”, disse o presidente do TJ.

Qualidade e parceria
A qualidade dos trabalhos do Judiciário foi destacada pela procuradora-geral de Justiça, que ressaltou que o Judiciário tocantinense tem conhecimento técnico e sabedoria para as causas mais complexas. Ela também considerou: “O Judiciário aprendeu a olhar para a sociedade e tem implementado novos instrumentos de diálogo junto aos seus jurisdicionados”.

Ainda em seu discurso, a PGJ enfatizou a disposição do Ministério Público do Tocantins para contribuir com o aprimoramento do Sistema de Justiça, reforçando que os objetivos do TJTO convergem com os do órgão ministerial.

“Estamos perseguindo o aprimoramento das nossas atividades, certos de que não basta cumprirmos formalmente os deveres institucionais. É necessário que as ações do Ministério Público alcancem a máxima efetividade e sejam reconhecidas pelos cidadãos, a quem servimos com o nosso labor”, pontuou Maria Cotinha.

A chefe do Ministério Público também conclamou a parceria entre os poderes e instituições presentes. “Todos trabalhamos com um só propósito, de servir à população e assegurar aos cidadãos o pleno acesso aos seus direitos. Com colaboração e assistência mútua, podemos alcançar resultados mais efetivos”, finalizou Maria Cotinha.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.