Um total de 53 novos casos de Aids foram confirmados em Parauapebas este ano segundo o Boletim Epidemiológico HIV/Aids da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). Com um elevado número de casos, Parauapebas ocupa o primeiro lugar no ranking de municípios do estado do Pará.

Em um Boletim divulgado no último mês de julho, apontava 24 casos registrados, em novo Boletim Epidemiológico divulgado dia 14 de novembro mostra um crescimento para 53 registros de casos de Aids em Parauapebas, ficando à frente até mesmo da capital Belém que registrou 47 novos casos.

O diretor do Instituto Acthivist Organização Humanitária de Assistência as Pessoas Vivendo com HIV/Aids e a Prevenção de Parauapebas, Joddal Simon, falou que necessita de política de combate a Aids no município. “Falta política de combate a Aids em todas as áreas, primeiro que não existe vontade política para a educação sexual e comportamental. Outra situação é o governo quando vai fazer algo só faz dentro da agenda do governo federal, não cria nada, desenvolve nada”, Frisou Joddal Simon.

Segundo o diretor do Acthivist necessita de qualificação na área da saúde como um todo, levando à reflexão sobre as competências que se espera dos profissionais da saúde em cuidar e relacionar-se com pessoas com HIV e/ou AIDS. “ A nossa região tem muitos jovens, mas nenhuma juventude. As classes que as representam não tem forças, e a maioria não tem foco, objetivo é nem sabem o que é juventude. Isso se passa também na classe de educadores, muitos estão lá e não fazem ideia do que estão fazendo como educadores. Outros bastam apenas o salário. O os educadores que sabem e querem fazer algo sofrem todas as perseguições. Resultado? Aids, miséria, filho fora do tempo e de estrutura. Sociedade destruída. Solução? O governo precisa aprender a aprender e deixar fazer “, ressaltou Joddal Simon.

De acordo com o Boletim Epidemiológico HIV/Aids os jovens estão em destaque entre os soropositivos de Parauapebas. A faixa etária com maior incidência da doença é a compreendida de 20 a 34 anos. (Com: Portal Canaã)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.