Pai e filho foram presos em Araguaína, norte do Tocantins, suspeitos de estuprar uma menina de oito anos. Um dos suspeitos tem 30 anos e seria ex-padrasto da vítima. O outro homem tem 61 anos. As prisões foram feitas pela Delegacia da Criança e do Adolescente em cumprimento mandados de prisão preventiva. Os dois foram encontrados na tarde desta quarta-feira, 6, no setor Barra da Grota.

Conforme a Polícia Civil, os abusos aconteceram em Araguaína, no ano de 2015. A investigação sobre o caso começou em agosto de 2017, após a vítima escrever uma carta contando para o pai biológico que foi abusada sexualmente durante o tempo que morou com a mãe.

A vítima atualmente tem 10 anos e vive com o pai em Minas Gerais. Após saber dos abusos, ele ligou para a mãe da menina em Araguaína e contou sobre o fato. Logo depois, a mulher denunciou o crime.

“O inquérito policial foi imediatamente instaurado e no decorrer das investigações conseguimos angariar elementos suficientes que provavam a existência do crime que indicavam a autoria dos investigados. Representamos pela prisão e prendemos os suspeitos no setor Barra da Grota”, contou o delegado Amaury Santos.

O inquérito sobre o caso foi concluído e os suspeitos foram levados para a Casa de Prisão Provisória de Araguaína. (G1)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.