O Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Araguaína – SINTET, por meio de nota, demonstram sua indignação contra a postura da gestão Municipal de Araguaína, comandada pelo prefeito Ronaldo Dimas (PR).

O Sindicato, repudia, de forma veemente, o descaso e o desrespeito com que a Administração Municipal vem tratando os profissionais da Educação nos últimos anos.

Ainda na nota, demonstra a total indignação com a postura intransigente e autoritária da Prefeitura, que se recusa a manter o diálogo com os servidores e a negociar a pauta de reivindicações com o SINTET, entidade que representa a categoria.

Confira a íntegra da nota:

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Araguaína – SINTET vem a público repudiar e expressar sua indignação contra a postura da gestão Municipal de Araguaína. Desse modo, repudia, de forma veemente, o descaso e o desrespeito com que a Administração Municipal vem tratando os profissionais da Educação nos últimos anos.

Demonstramos, assim, a nossa total indignação com a postura intransigente e autoritária da Prefeitura, que se recusa a manter o diálogo com os servidores e a negociar a pauta de reivindicações com o SINTET, entidade que representa a categoria.

Sem uma política justa de valorização profissional, a categoria enfrenta a arbitrariedade de uma gestão ríspida e intransigente, a Direção do sindicato trava uma batalha e luta com todas as forças para que os direitos adquiridos não sejam desrespeitados. O Sintet lamenta as péssimas condições de trabalho oferecida pela gestão, a Data Base que estava prevista para ser discutida no mês de março, sequer foi colocada em pauta. A resposta chega de forma intragável, a prefeitura não reconhece obrigatoriedade de cumprir o que determina a lei.

A luta pelo Plano de Carreira dos Servidores Administrativos, e pela as Progressões e Mudanças de Nível, que está sendo aguardada há anos continua com os entraves, e mais uma vez não se faz justiça social, penalizando desta forma os servidores.

Diante do perverso argumento do município, percebemos a falta de interesse e respeito para com os trabalhadores que lutam arduamente para que os filhos dos cidadãos possam ter uma educação digna. Diante disto, a diretoria do Sintet irá se reunir nesta sexta feira para deliberar sobre esta situação.

Nesse sentido, reafirmamos o nosso repúdio à Prefeitura de Araguaína e exigimos respeito, e o cumprimento da Lei .

Rosy Franca
Presidente Sintet – Regional de Araguaína

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.