Uma ação de combate à criminalidade, deflagrada por policiais civis da 8ª Divisão Especializada de Combate ao Crime Organizado (8ª DEIC) de Gurupi, com apoio de agentes da 3ª Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (3ª DHPP), resultou nas prisões de três indivíduos suspeitos pela prática do crime de tráfico de drogas, naquela cidade, no final da tarde desta quinta-feira, 5.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

De acordo com o delegado Jacson Ribas, a ação foi deflagrada depois que as equipes da 8ª DEIC receberam informações provenientes da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos de Belém do Pará, de que um foragido da Justiça daquele estado estaria em um ponto de venda de drogas, localizado em uma residência no setor Jardim Eldorado, em Gurupi.

Com base nas informações recebidas, os policiais da DEIC passaram a monitorar o imóvel e constataram que, de fato, o homem procurado pela justiça do Pará residia no local. Desse modo, na tarde de ontem, os policiais civis da DEIC e da DHPP voltaram ao imóvel, e deram cumprimento a ordem judicial que estava em aberto. Ocorre que no momento do cumprimento da ordem judicial, os policiais civis encontraram várias porções de cocaína e maconha, já devidamente embaladas e prontas para a venda, as quais estavam de posse do foragido, de 20 anos de idade e de mais dois indivíduos de 19 e 68 anos, além de um adolescente de 16 anos.

Diante dos fatos, além do cumprimento ao mandado de prisão por roubo, oriundo do Estado do Pará, o homem, juntamente com os outros dois indivíduos também foi preso e autuado por tráfico de drogas. O menor foi autuado por ato infracional análogo ao tráfico de drogas, e após as providências legais, liberado para a família. Os outros três suspeitos foram recolhidos a Casa de Prisão Provisória de Gurupi, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.

Crime no Pará

Com base no compartilhamento de informações entres as Polícias Civis do Pará e do Tocantins, no dia 24 de agosto de agosto de 2020, o homem de 20 anos, na companhia de outros dois indivíduos, abordou os ocupantes de uma camionete de cor branca, no momento em que o condutor estava em um lavajato. Portanto armas de fogo, e fazendo ameaças, os suspeitos subtraíram o bem, que foi recuperado no dia seguinte.

Ainda de acordo com as informações da PC do Pará, o homem era monitorado por tornozeleira eletrônica, mas o aparelho havia sido desligado desde a véspera do roubo do veículo em Belém.

Comentários do Facebook