Foto: Divulgação

O Tocantins foi destaque negativo, novamente, entre os demais estados da federação registrando a maior queda no volume de vendas do varejo em agosto, na comparação com o mês anterior. É o que mostra a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) divulgada nesta quinta-feira, 8 de outubro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O resultado negativo observado em agosto (-2,4%) foi menor, porém, do que o do mês de julho (-5,6%). De acordo com os dados da pesquisa, além do Tocantins, o Rio Grande do Sul (-0,2%) também apresentou recuo nas vendas do varejo. A taxa de variação nacional, por sua vez, teve crescimento de 3,4%, com predomínio de resultados positivos em 25 estados.

O volume de vendas do comércio varejista ampliado (que integra as atividades de veículos, motos, partes e peças e material de construção) apresentou avanço na taxa nacional (4,6%), com alta em 26 estados. Tocantins foi um deles, mas um crescimento bastante tímido, de apenas 0,2%. Apesar do resultado positivo, o indicador vem despencando em relação às variações dos meses anteriores: 14,1% no mês de junho e 1,8%, em julho.

Ano anterior

Comparando os dados da Pesquisa Mensal do Comércio de agosto de 2020, com o mesmo período do ano passado, o Brasil registrou acréscimo nas vendas de 6,1%, com predomínio de resultados positivos em 26 dos 27 estados. O Tocantins (-1,1%) foi o único a contribuir negativamente para o indicador interanual.

Considerando o varejo ampliado, ainda no confronto com agosto de 2019, houve avanço de 3,9% na taxa nacional, com predomínio de bons resultados em 24 das 27 Unidades da Federação. O Tocantins, nessa comparação, registrou variação positiva, crescimento de 13,3%.

Comentários do Facebook