Sargento Manoel Silva

O Ministério Público da Espanha defendeu que o sargento Manoel Silva Rodrigues, preso em junho com cocaína ao desembarcar em Sevilha, na Espanha, seja condenado a oito anos de prisão e pague uma multa de € 4 milhões (cerca de R$ 18,4 milhões). As informações foram publicadas pelo jornal El País. A promotoria detalha que Rodrigues era um dos tripulantes de avião da Força Aérea Brasileira que fez escala no aeroporto de Sevilha naquele dia.

Ao passar pelo controle alfandegário, “foi apreendida com o culpado, por membros da Guarda Civil, uma mala, um porta-terno com um uniforme e uma mochila com pertences, 37 blocos retangulares de uma substância”, que, após análise, ficou verificado que era cocaína.

Para o promotor, os fatos constituem crime contra a saúde pública, com a agravante da “notória importância da substância confiscada”. O documento obtido pelo jornal diz que ele carregava 37 kg da droga. Segundo o El País, os investigadores consideram que o militar era uma “mula” e que iria se encontrar no hotel com uma pessoa que se encarregaria da droga. (Com: Uol)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.