O deputado Delegado Rérisson (DC) solicitou ao governador Mauro Carlesse (DEM) a suspensão imediata de desconto em folha de pagamento dos servidores públicos estaduais, no período em que o Plansaúde estiver com o atendimento suspenso.

O parlamentar alegou que os servidores foram surpreendidos pelo Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Tocantins (Sindessto), que recentemente anunciou a paralisação de todos os serviços no Estado.

“Diante da instabilidade que tem caracterizado a condução do Plansaúde e da insegurança causada aos usuários, sugiro a imediata suspensão da cobrança aos servidores”, justificou o deputado.

No entanto, a proposta foi questionada pelo deputado Elenil da Penha (MDB), que vê com preocupação a devolução do dinheiro. “Suspender o desconto é decretar a falência do Plansaúde. Precisamos cobrar o funcionamento do plano, e propor soluções para fortalecê-lo e melhorar o atendimento”, afirmou.

Em seguida, Elenil sugeriu a convocação de representantes do plano para prestarem esclarecimentos à Assembleia sobre a situação do órgão.

O requerimento consta na Ordem do Dia da sessão matutina desta quarta-feira, 30, em regime de urgência, para apreciação do plenário.

Plansaúde

O Plano de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos do Estado do Tocantins (Plansaúde) destina-se a garantir aos segurados e dependentes a assistência à saúde, através dos serviços de medicina preventiva e curativa e do tratamento odontológico.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.