Acontece nesta quarta-feira, 18, na sede do Ministério Público Estadual (MPE), em Palmas, a assinatura de um termo de cooperação técnica interinstitucional para viabilizar o desenvolvimento de programas de aprendizagem e qualificação profissional de adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social.

A proposta é uma iniciativa do Centro de Apoio Operacional das Promotorias da Infância e Juventude (Caopij) do MPE e contará com o apoio de instituições como a Superintendência Regional do Trabalho, Ministério Público do Trabalho, Tribunal de Justiça, Secretarias de Estado do Trabalho e Assistência Social; de Cidadania e Justiça; de Educação, Juventude e Esportes; Federação das Indústrias do Estado do Tocantins (Fieto); Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantis (IFTO); Associação Comercial e Industrial de Palmas (ACIPA) e Rede Nacional de Aprendizagem, Promoção Social e Integração (Renapsi).

O público-alvo dos programas compreende jovens que se encontram em situação de acolhimento institucional ou familiar, trabalho infantil, em cumprimento de medida socioeducativa, além de egressos do sistema socioeducativo. A proposta é oportunizar, além da capacitação profissional, a inserção no mercado de trabalho e, assim, possibilitar a realidade da vida do jovem.

Comentários do Facebook