Dando continuidade às ações de combate à criminalidade, em todo o Estado do Tocantins, no início da manhã desta quinta-feira, 31, a Polícia Civil, por intermédio da Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (DENARC), com apoio do Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOPAER) e 4ª Delegacia Regional de Porto Nacional, deflagrou a operação “Nabokov, a qual resultou na prisão de seis suspeitos por tráfico de drogas e na apreensão de grande quantidade de entorpecente, em Pindorama.

A operação, que foi comandada pelos delegados Emerson Francisco Moura e Wagner Rayelli, teve como objetivo principal combater o tráfico de drogas em Pindorama, sendo que, na ocasião, foram cumpridos vários mandados de busca e apreensão em locais previamente mapeados como bocas de fumo.

Durante as ações da operação Nabakov foram presos; Lorrany Silva Costa, 23 anos, vulgo “Lolita”, que era o principal alvo da operação e considerada a chefe da organização criminosa, Deocleciano Batista de Sousa, 29 anos, vulgo Negão; Willon de Moura Brasil, 20 anos; Tiago Silva de Lima, 24 anos, vulgo “Assombração”; Giziela Almeida de Oliveira, 20 anos, e Jaqueline Pereira Lima, 25 anos.

Também foi apreendida uma adolescente infratora de 13 anos. Com o grupo, foram apreendidos, em quatro endereços, centenas de porções de maconha, crack, insumos para embalar a droga, balança de precisão e dinheiro proveniente da venda de entorpecente.

Todos os presos foram conduzidos à Central de Flagrantes de Porto Nacional, onde foram autuados pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico. Em seguida, os suspeitos serão encaminhados, respectivamente, à Casa de Prisão Provisória de Porto Nacional e a Unidade Prisional Feminina, de Palmas.

A operação Nabokov recebeu esse nome em alusão ao escritor Vladmir russo Nabokov, autor do Clássico “Lolita”, codinome do principal alvo da Operação.

Comentários do Facebook