Foto: Reprodução/Instagram

O estudante de medicina Willian Calaça contou nesta terça-feira (27) como foram os últimos momentos ao lado do irmão, o médico Bruno Calaça Barbosa, de 24 anos, que foi assassinado com um tiro durante uma festa em Imperatriz (MA). O crime aconteceu na madrugada de segunda-feira (26). O jovem estava comemorando a formatura no curso de medicina, quando foi baleado à queima roupa.

O irmão relatou que a família está muito abalada e não sabe qual foi o motivo do crime. “A gente estava em um grupo de amigos, não tem um motivo, não tem uma justificativa. O que mais deixa indignado é perder um ente querido assim sem motivo algum”, disse Willian Calaça.

Bruno Calaça Barbosa era estudante de medicina em Porto Nacional e tinha terminando a residência médica em Patos de Minas há pouco tempo. Para conclusão do curso só restava a colação de grau, que seria na próxima segunda-feira (2).

Willian Calaça, contou como foram os últimos momentos antes do irmão ser baleado. “No momento que ocorreu o disparo eu estava sentado junto com meu irmão, a gente estava conversando. Já tinha acabado o evento onde a gente estava e já estávamos indo embora todo mundo para casa. Aí chegaram os dois que ainda não tinha visto na festa. Passaram na minha frente e eu pensei que ia chegar para conversar com meu irmão, que era algum amigo dele, mas foi tudo muito rápido”.

Ele relata que o irmão não teve nenhuma chance de se defender. “O primeiro chegou já levantando a camisa dele para ver se tinha alguma arma. Agrediu ele, meu irmão se espantou, meio que empurrou o rapaz. O outro estava com a arma sacada na mão e só atirou no peito do meu irmão sem dar nenhuma chance de defesa”, lamentou. (G1)

Comentários do Facebook