A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu dois homens após serem flagrados ateando fogo na vegetação às margens da BR-153. Os casos foram registrados próximos de Wanderlândia, no norte do Tocantins.

A primeira prisão foi de um jovem de 23 anos. Ele foi encontrado durante uma ronda que estava sendo feita pela PRF. Os agentes avistaram homens ateando fogo na vegetação e iniciando uma grande queimada.

Dois suspeitos conseguiram fugir pela mata após avistarem a chegada da viatura, mas o jovem de 23 anos acabou sendo detido. Ele disse que os outros dois homens que fugiram eram seus parentes – tio e primo – e que todos estavam ateando fogo na mata para evitar incêndios em propriedades vizinhas.

O jovem disse que o ato seria uma queimada controlada e preventiva, sendo realizada todos os anos para evitar prejuízos. Como não apresentou nenhuma licença ou autorização ambiental para a queimada, o jovem acabou sendo preso por provocar incêndio em área de vegetação e foi levado para a delegacia de Araguaína.

A segunda prisão ocorreu a 11 quilômetros do primeiro flagrante. A PRF informou que se deparou com o segundo foco de incêndio e encontrou um senhor de 75 anos colocando fogo na vegetação.

O idoso informou que estava fazendo provocando a queimada a mando do seu empregador, o proprietário de uma fazenda próxima ao local. Também disse que não sabia se havia licença ambiental para o uso do fogo.

A PRF informou que no momento da abordagem a queimada tinha uma extensão de aproximadamente 300 metros e estava causando riscos à segurança viária da rodovia.

O idoso foi informado de que o ato praticado era crime ambiental e também foi preso em flagrante, sendo levado para a delegacia de Araguaína. (Com: G1)

Comentários do Facebook