Um pastor foi agredido a golpes de facão por um homem nesta quinta-feira, 6, em Tomé-Açu, nordeste paraense. De acordo com a Polícia Militar, um homem atacou o religioso após suspeitar que o pastor estava tendo um caso extraconjugal com sua mulher.

O missionário está internado no Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência, em Ananindeua, e desmentiu a versão do agressor, Valmon Davi. Em conversa com fiéis e familiares por telefone, Antônio informou que estava dentro do carro, quando Valmon teria entrado e pedido uma oração.

Antes do pastor iniciar a oração, o agressor disse para ele beijar seus pés. O pastor recusou, e em seguida o Valmon começou a dizer coisas desconexas, disse que era judeu, e todo judeu precisava matar um cristão. Foi quando ele sacou o facão e começou as agressões.

O pastor passou por cirurgia e o quadro de saúde dele é considerado estável.

Os policiais informaram que quando chegaram no local do crime, Valmom ainda estava atacando o pastor. O agressor foi encaminhado para a delegacia policial e vai ficar à disposição da justiça.

Depois de receber os atendimentos médicos, o pastor gravou um vídeo falando sobre o caso. (RomaNews)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.