A Justiça do Pará acatou, neste domingo, 10, pedido de tutela de urgência requerida pela Procuradoria-Geral do Estado do Pará (PGE) para bloquear R$ 25,2 milhões de ativos financeiros da empresa SKN do Brasil Importação e Exportação de Eletroeletrônicos LTDA e seus sócios, que forneceu ao Estado do Pará os respiradores comprados da China para tratamento da Covid-19.

O valor, segundo a PGE-PA, já havia sido pago pelo Estado e corresponde a 50% do custo dos respiradores – R$ 50,4 milhões.

Os 152 equipamentos, que chegaram a Belém na última segunda, 4, apresentaram problemas durante instalação e terão de ser devolvidos, segundo o governo estadual. Os respiradores já haviam sido enviados para hospitais de campanha e de referência em Belém e interior do estado.

Os 152 respiradores comprados da China pelo governo do Pará para tratamento de pacientes com Covid-19 custou R$ 126 mil cada aparelho. O Estado afirmou que os recursos não serão perdidos.

Essa é a primeira remessa, dos 400 comprados com recursos do governo do Pará, um investimento de mais de R$ 50 milhões.

Comentários do Facebook