Business man showing you brazilian money.

A Receita Federal anunciou hoje que o pagamento do primeiro lote de restituição do Imposto de Renda 2020 está programado para o próximo dia 29. A consulta ao primeiro lote estará disponível a partir das 9h de amanhã. De acordo com o novo cronograma de restituição, o último lote será pago no dia 30 de setembro.

Para saber se teve a declaração liberada, basta acessar o site da Receita Federal ou o aplicativo para smartphones e tablets. No serviço e-CAC, o contribuinte pode acessar o extrato da declaração e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento. Se houver, é preciso entregar uma declaração retificadora para fazer a autorregularização. O cronograma foi antecipado em relação aos anteriores: em 2019, as restituições começaram no dia 17 de junho e terminaram no 16 de dezembro. A ideia é mitigar os efeitos econômicos da pandemia do novo coronavírus no país.

O número de lotes também foi reduzido: antes eram sete, agora serão cinco. Pela primeira vez, as restituições começarão a ser pagas antes do final do prazo de transmissão das declarações, que foi prorrogado para junho por conta da crise da covid-19. De acordo com a Receita Federal, mais da metade dos contribuintes ainda não enviou sua declaração. No novo cronograma, o dia do crédito bancário não é mais o dia 15. Agora, o pagamento será realizado no último dia útil de cada mês. O primeiro lote contempla as pessoas que têm prioridade legal: 133.171 contribuintes idosos acima de 80 anos, 710.275 contribuintes entre 60 e 79 anos e 57.631 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave. O dinheiro da restituição fica disponível no banco por um ano. Após esse prazo, o resgate só é possível com o Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF. (Com: Uol)

Comentários do Facebook