As famílias carentes que têm enfrentado dificuldades em decorrência da pandemia da Covid-19, causada pelo novo Coronavírus, continuam recebendo cestas básicas distribuídas pelo Governo do Tocantins. Para conseguir enviar os mantimentos, além de utilizar recurso do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep-TO), o Estado passa a contar com emendas dos deputados estaduais, que destinaram R$ 7,2 milhões.

Desde o dia 21 de março, mais de 30 mil famílias já receberam alimentos e itens de higiene, por meio da Secretaria de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas) e de órgãos parceiros. No total, foram distribuídas 510 mil toneladas de mantimentos. Os recursos destinados pelos parlamentares também serão utilizados para aquisição de máscaras a serem distribuídas junto com as cestas para a população.

“Nesta união de enfrentamento à pandemia, a Assembleia Legislativa tem sido uma grande parceira. Agradeço a cada deputado que teve a sensibilidade de destinar recursos para esta causa. Com esta ação, estamos conseguindo levar um pouco de alento para centenas de famílias que vêm enfrentando grande dificuldade por não estarem trabalhando em decorrência do isolamento social”, agradece o governador do Tocantins, Mauro Carlesse.

Todos os parlamentares estaduais destinaram recursos para a ação. São eles: Antônio Andrade, Amália Santana, Amélio Cayres, Cláudia Lelis, Cleiton Cardoso, Eduardo Siqueira Campos, Eduardo Bonagura, Elenil da Penha, Fabion Gomes, Ivory de Lira, Issam Saado, Jair Farias, Jorge Frederico, Júnior Geo, Léo Barbosa, Luana Ribeiro, Nilton Franco, Olyntho Neto, Ricardo Ayres, Vanda Monteiro, Valderez Castelo Branco, Valdemar Júnior, Vilmar de Oliveira e Zé Roberto.

Distribuição de cestas

A ação do Estado tem conseguido auxiliar na segurança alimentar de famílias vulneráveis, profissionais autônomos, mototaxistas, músicos, artesãos, entre outros. Nesta quarta, 29 e quinta-feira, 30, a distribuição das cestas básicas atendeu os municípios de Gurupi, Porto Nacional, Campos Lindos, Goiatins, Palmeirante, Babaçulândia, Filadélfia e Barra do Ouro. A ação continua nos municípios de Taguatinga, Taipas, Ponte Alta, Novo Jardim, Rio da Conceição, Almas e Dianópolis. A meta é que sejam distribuídas 200 mil cestas básicas à população necessitada nos 139 municípios.

Por determinação do governador Mauro Carlesse, a entrega de cestas básicas começou pela população idosa dos 139 municípios cadastrados no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV). Mais de 10 mil idosos receberam alimentos e itens de higiene.

Agora, estão sendo atendidos mototaxistas, artesãos e músicos que residem no Tocantins, grupos de trabalhadores autônomos, informais e famílias cadastradas no Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (Paif) e no Cadastro Único.

Beneficiado pela ação, o mototaxista Manoel dos Santos Brito conta que receber o apoio do Governo foi uma alegria em meio a tantas incertezas. Há nove anos na profissão, ele conseguia lucrar, em média, R$ 2 mil por mês, renda com a qual não pode mais contar. “A minha família fica muito agradecida por esta ajuda, é uma ação que vem na hora certa. A situação está muito difícil e só não está pior, porque minha esposa ainda está trabalhando. Mas, temos que acreditar que as coisas vão melhorar”, afirma.

A distribuição das cestas básicas é feita por equipes da Setas, que fazem a entrega aos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) dos municípios. Estes centros ficam responsáveis pelo cadastro e pela entrega direta dos mantimentos.

Comentários do Facebook