As doações de sangue serão destinadas aos pacientes do Hospital Regional de Araguaína

O avanço do novo coronavírus tem gerado uma onda de solidariedade entre os brasileiros. Em tempos de pandemia e isolamento social, diversos grupos têm feito trabalhos para auxiliar pessoas em situação de vulnerabilidade. Um exemplo disso vem da Unidade de Tratamento Penal Barra da Grota, em Araguaína, onde os agentes de execução penal da unidade têm se mobilizado em ações solidárias como doação de sangue e arrecadação de alimentos.

Para realizarem as doações, os agentes da unidade fizeram agendamentos prévios junto ao Hemocentro e todas as medidas de segurança foram tomadas para evitar aglomeração, o material coletado será doado para os pacientes do Hospital Regional de Araguaína. A ação iniciou na segunda-feira, 27, e seguiu durante a semana, cerca de 15 agentes aderiram ao gesto de solidariedade, entre eles Wagner José Pires. “É muito gratificante saber que ao doar estamos ajudando alguém na luta pela vida e foi por isso que prontamente aceitei participar dessa iniciativa”, destacou.

A enfermeira Magna Bueno, responsável pelo setor de captação de doadores do Hemocentro de Araguaína, agradeceu e ressaltou a importância da ação realizada pelo grupo de agentes. “Diante do quadro que estamos enfrentando, é de suma importância conseguir manter o estoque de sangue equilibrado porque, além dos casos de urgência e emergência, também é necessário atender aos pacientes que precisam de transfusões regularmente”, disse.

Doação de Alimentos

Os agentes de execução penal da Unidade de Tratamento Penal Barra da Grota também estão mobilizados na arrecadação de alimentos não perecíveis. Os itens arrecadados serão distribuídos entre as famílias carentes de diversos setores de Araguaína e também ao grupo Resgate Sem Fronteiras, instituição que presta assistência religiosa às pessoas privadas de liberdade.

O diretor da Unidade Barra da Grota, Paulo Freitas, afirmou que a principal motivação para as iniciativas solidárias está relacionada ao sentimento de empatia. “Todos os agentes se prontificaram em colaborar com as ações porque sabemos que o cenário de crise é mundial e que se nos unirmos em prol do auxílio ao próximo, sairemos dessa situação com o nosso conceito de humanidade mais fortalecido”, completou o gestor.

A campanha segue até o dia 8 e qualquer pessoa pode fazer a doação. Os alimentos podem ser entregues no endereço Rua 15, Setor São Pedro Nº 263, e a entrega das cestas básicas está prevista para a véspera do Dia das Mães, 9 de maio.

Comentários do Facebook