Ao lado do governador Mauro Carlesse e de diversas autoridades, a deputada estadual Valderez Castelo Branco participou nesta quinta-feira, 11, da solenidade de Assinatura da Ordem de Serviço para início imediato das obras de construção do Hospital Geral de Araguaína (HGA). Luta antiga da parlamentar, que sempre defendeu a obra e que votou favorável às matérias que garantissem recursos para que ela saísse do papel, a construção vai beneficiar não só os moradores de Araguaína, mas de toda a Região.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Com pedra fundamental lançada ainda em 2011, o Hospital Geral de Araguaína foi orçado inicialmente em R$ 160 milhões. Quando pronta, a unidade contará com 400 leitos, mais 60 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), 12 salas cirúrgicas, além de Pronto-Socorro para atendimento diário de mais de 150 pessoas, setores de oncologia, de diálise, laboratórios e toda a área administrativa.

De acordo com Valderez, a obra será um marco na Gestão do Estado e auxiliará toda a região norte do Tocantins. “Estamos na Assembleia diuturnamente defendendo os interesses da nossa gente, especialmente quando se trata de Araguaína. É uma conquista sem tamanho para a saúde do Estado, a que conseguimos hoje. Ela só foi possível graças ao trabalho realizado pela Casa de Leis, pelo nosso Governador e por toda sua equipe que, juntos, reenquadraram o Estado na LRF”, explicou.

Em sua fala, Carlesse destacou a importância da obra para a cidade de Araguaína e para toda a região. Ele reforçou ainda seu compromisso com a entrega da obra.

Também prestigiaram o evento vice-governador Wanderlei Barbosa, o presidente do Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO), o desembargador João Rigo Guimarães, o deputado federal Tiago Dimas, os deputados estaduais, Olyntho Neto, Elenil da Penha, Luana Ribeiro, Jorge Frederico, Issam Saado, o prefeito de Araguaína Wagner Rodrigues, o prefeito de Angico Cleofan Barbosa e sua vice Iêda Miranda, o prefeito de Filadélfia Davi Bento, o prefeito de Nova Olinda, Temis, o prefeito de Muricilândia, Alessandro Borges, os secretários de Estado, Juliana Passarin e Luiz Edgar Leão Tollini, o Procurador-Geral do Estado, Dr. Nivair Borges, o comandante-geral da PM, Coronel Silva Neto, o diretor do Hospital e Maternidade Dom Orione Pe. Bruno, entre outras autoridades e membros da sociedade civil.

Comentários do Facebook