“Tenho buscado enfrentar os problemas de nossa cidade, e muitos seriam desnecessários, herdados, calado e sem misturar gestão com política. Mas a politicagem, uma forma deturpada de confundir pessoas, própria de quem prefere denegrir do que ajudar construir, me obriga dar uma resposta única e ao altura mesmo contra meu gosto”, desabafa o prefeito Adriano Rabelo, de Colinas ao comentar sobre a nota oficial rebatendo uma série de ofensas feitas na imprensa pelo ex-prefeito do município, José Santana (PT).

“Quem sofre de amnésia é ele (José Santana), pois em tão pouco tempo já se esqueceu da dívida de R$ 120 milhões que deixou para a nossa gestão por não ter pago a previdência INSS e IPASMU dos trabalhadores do município”. Com um tom duro, o prefeito de Colinas, Adriano Rabelo (PRB) se refere à José Santana.

No texto enviado à imprensa, por meio de uma nota oficial, Adriano Rabelo expõe uma série de pendências e possíveis irregularidades da gestão do então prefeito José Santana. “Somente com o dinheiro dessa dívida (R$ 120 milhões), desviado pela administração de José Santana, poderíamos fazer em Colinas 12 hospitais novos, ou 30 escolas de 12 salas, ou pavimentar 120 quilômetros de ruas e avenidas da cidade, ou ainda manter durante 30 meses todos os servidores do município.  Por causa dessa irresponsabilidade da gestão anterior, hoje Colinas paga, todos os meses, mais de R$ 500 mil para honrar essa dívida do passado que a ‘amnésia deles’ não deixou que cumprisse com suas responsabilidades”.

Adriano Rabelo acusou o ex-prefeito de desviar recursos  e aplicar de forma irresponsável o dinheiro dos cofres públicos. “O esquecimento de José Santana é tamanho que não o deixa lembrar do desvio de recursos da Educação para a finalização de creches e das 23 obras inacabadas 02(duas) creches desde 2012, 02 (duas) escolas desde 2012, ginásio desde 2013, rua Pastor desde 2009, academias da saúde, CRAS Santo Antônio entre outras,  ainda de 2009, que a nossa gestão teve a responsabilidade de concluir e entregar para a comunidade. Obras importantes nas áreas da saúde, educação e infraestrutura.

“SE NÃO FOR PARA AJUDAR, É MELHOR NÃO ATRAPALHAR”

O impasse da estadualização do Hospital Municipal de Colinas também foi discutido na nota. Segundo Adriano Rabelo, o trabalho da Prefeitura de buscar a gestão do Governo do Estado para a unidade de saúde, é consequência da má gestão anterior. “Se não fossem os R$ 120 milhões que eles deixaram de rombo nos cofres da Prefeitura, nós teríamos condições de manter o Hospital por mais de 10 anos. O mesmo hospital que o ‘problema de amnésia’ dele fez com que esquecesse que, nos mais de 20 anos de gestão do PT em Colinas, nunca fizeram uma manutenção no prédio que agora nós estamos é reformando”.

O prefeito ainda fez um questionamento: “Porque ele e seu grupo, que têm uma deputada estadual (Amália Santana),  não  intercedem por essa causa? Vejo a deputada, lá na Assembleia Legislativa, votando religiosamente em todas matérias que o nosso governador Mauro Carlesse precisa, mas nunca tivemos notícia do esforço dela e do José Santana buscando ajudar nossa cidade a ter essa melhoria significativa na saúde. Só falta agora eles começarem a dissimular uma ação em ano de política”.

“Fora a reforma, a primeira e única desde a construção do hospital, os nossos números, comparados com os da gestão dele, são mais positivos. Quero lembrar que , mesmo com a reforma e apesar do grupo dele propagar incansavelmente que a unidade tinha sido fechada, fato que em nome da politicagem confundiu e causou transtorno ao usuário e a gestão do município,  não parei o atendimento no hospital, observando, claro,  o que não era possível durante os trabalhos. Não, não tenho amnesia, lembro bem da tática  de que eles tanto gostam: a velha e conhecida política do quanto pior melhor. Isso  tem que parar. Se não for para ajudar, é melhor não atrapalhar.”.

“O passado, calados e observando a politicagem daqueles que podiam ajudar, colocamos em equilíbrio, agora vamos focar  no futuro”. explana Rabelo, que  finaliza a nota pedindo união em torno de Colinas.

Leia a nota na íntegra:

Nota Oficial do Prefeito de Colinas do Tocantins, Adriano Rabelo, em resposta aos ataques gratuitos e levianos realizados pelo ex-prefeito de Colinas, José Santana.

Em relação à nota divulgada na imprensa pelo ex-prefeito de Colinas, José Santana, em que diz que o atual prefeito de Colinas (TO) sofre de amnésia, Adriano Rabelo esclarece que:

Infelizmente fui obrigado a reservar um tempo do meu dia de trabalho para expor detalhes da irresponsabilidade da gestão anterior com o nosso município. Antes de tudo, afirmo que, com certeza, quem sofre de amnésia é ele, pois em tão pouco tempo já se esqueceu da dívida de R$ 120 milhões que deixou para a atual gestão por não ter pago as obrigações com a previdência tanto da união (INSS) quanto do município (IPASMU) dos trabalhadores do município.

Somente com o dinheiro dessa dívida, deixada pela administração de José Santana, poderíamos fazer em Colinas 12 hospitais novos, ou 30 escolas de 12 salas, ou pavimentar 120 quilômetros de ruas e avenidas da cidade, ou ainda manter durante 30 meses todos os servidores do município. Por causa dessa irresponsabilidade da gestão anterior, hoje Colinas paga, todos os meses, mais de R$ 500 mil para honrar essa dívida do passado que a “amnésia deles” não conseguiu pagar. Por isso, devido à nossa gestão responsável, estamos colocando a casa em ordem e temos que sacrificar algumas ações.

O que me surpreende é o fato dele ser do Partido dos Trabalhadores e deixar de honrar justamente um compromisso que diz respeito ao futuro dos trabalhadores que prestou ou prestaram serviços ao município: a contribuição obrigatória do INSS ou IPASMU que vai garantir a aposentadoria de milhares de cidadãos do nosso município.

O esquecimento de José Santana é tamanho que não o deixa lembrar do desvio de recursos da Educação das creches e das 23 obras inacabadas, ainda de 2009, que a nossa gestão teve a responsabilidade de concluir com recurso próprios do município a onde poderíamos ter realizado outras obras c/ estes mesmos recursos e entregar para a comunidade. Obras importantes nas áreas da saúde, esporte educação e infraestrutura.

Na gestão passada, o município jamais contou com todas as certidões federais necessárias para contratar novos financiamentos e conseguir recursos para levar benefícios para a população. Nós regularizamos todas as pendências e conseguimos obter novos recursos.

A única coisa que ele cita que fez foi ter intercedido junto ao Governo do Estado, na época, para asfaltar parte do Setor Santa Rosa de Colinas, obra que por sinal não foi concluída.  Então, faço uma pergunta: da mesma forma que ele soube cobrar por um asfalto, porque a irmã dele, atualmente deputada estadual, não soube interceder pela retomada da obra e nunca ajudou o município na questão da estadualização do Hospital Municipal de Colinas?

Por causa da maneira como a Prefeitura foi deixada por eles é que estamos lutando e tentando de todas as formas fazer com que o Estado assuma a gestão do Hospital. Se não fossem o desvio de R$ 120 milhões que eles deixaram de rombo nos cofres da Prefeitura, nós teríamos condições de manter o Hospital por mais de 10 anos. O mesmo hospital que o problema de “amnésia” dele fez com que esquecesse que, nos mais de 20 anos de gestão do PT em Colinas, nunca fizeram uma manutenção no prédio que agora estamos reformando. Sabemos que o Governo do Estado tem as suas dificuldades, como nós também temos, mas tenho certeza que a estadualização do Hospital está a cada dia mais perto de se tornar realidade.

Então eu pergunto: como avançar em tão pouco tempo com uma dívida de R$ 120 milhões deixada por uma gestão anterior? Como avançar tendo que concluir obras inacabadas? Como avançar tendo que realocar recursos desviados da Educação? Como avançar sem o apoio da única deputada estadual de Colinas? Como avançar tendo a responsabilidade de que não podemos virar as costas para o maior hospital do município e promover reformas essenciais que não foram realizadas nos últimos 20 anos? Mas eu respondo: com seriedade e consciência de que a população está acima de todas as diferenças.

No lugar de nos ajudarem a trabalhar por Colinas, os políticos de má índole passam o dia difundindo informações levianas e contrárias ao desenvolvimento de Colinas. Espero ansioso pelo dia em que poderemos contar com todos, inclusive com a deputada do PT, para resolvermos os grandes desafios do município e melhorarmos a vida da população. O passado, colocamos em equilíbrio, agora vamos pensar no futuro.

DESPACHO

Este conceito de despacho às pessoas não faz parte da nossa gestão; os encaminhamentos que realizamos para outros municípios como Palmas e Araguaína, é devido os procedimentos de alta complexidade, a parte de obstetrícia devido a reforma esta suspensa de forma temporária, a onde historicamente o município sempre encaminhou p/ Araguaína

Colinas, 05 de fevereiro de 2020.

Adriano Rabelo

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.