Uma idosa de 92 anos, que não teve a sua identidade revelada, morreu na terça-feira, 4, em Imperatriz-MA, após ela não poder realizar o procedimento de inalação em virtude do fornecimento de energia elétrica de sua casa ter sido interrompido pela companhia energética, que é conhecida no estado como Equatorial Maranhão.

Segundo informações de parentes da idosa, ela estava chegando do hospital após ter sido recomendada pelos médicos que realizasse nebulização por meio de um aparelho que só era utilizado através de energia elétrica, quando um funcionário da Equatorial Maranhão interrompeu a energia na casa da vítima que fica localizada no bairro Itamar Guará.

Um parente da idosa apelou para que o funcionário não interromper a energia na residência, pois ela necessitaria de cuidados médicos. O parente ainda afirma que a conta seria paga no dia seguinte, mas os seus apelos foram ignorados pelo funcionário que corta a energia elétrica na residência da idosa. Sem o nebulizador, a idosa não resistiu e morreu dentro de casa no dia seguinte.

Após a morte da idosa, a Equatorial Maranhão emitiu uma nota lamentando o ocorrido e acrescentou que apurará sobre o caso a fim de adotar as medidas administrativas necessárias.

Confira a nota

“A Equatorial Maranhão lamenta o ocorrido no bairro Itamar Guará, em Imperatriz, nesta terça-feira (04). Entretanto, cabe esclarecer que até o momento não é possível atestar qualquer relação entre a suspensão do fornecimento e o fatídico acontecimento. De todo modo, a Equatorial Maranhão, informa que já deu início a ampla e profunda apuração interna e, após a sua conclusão, adotará as medidas administrativas que o caso requer”.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.